Torcedores do Atlético (MG) querem Jardim ou Gallardo como técnico

0
132
Sampaoli
Sampaoli (foto: Pedro Souza / Atlético)

O futuro de Jorge Sampaoli ainda nem foi decidido, mas tanto a diretoria quanto parte da torcida do Atlético (MG) já cogitam alguns nomes para o lugar do técnico argentino caso ele decida mesmo sair do Galo, provavelmente para assumir o comando do Olympique de Marselha.

Sampaoli ainda não se posicionou oficialmente sobre seu futuro e poderá até mesmo permanecer no clube mineiro, porém a tendência é que opte pela ida para o futebol francês ainda nesta temporada. O treinador está desgastado no Atlético (MG), que fez várias contratações nos últimos meses, mas ainda não teve em campo o retorno esperado.

Caso o argentino saia, a diretoria tem como favoritos para assumir como treinador Renato Gaúcho, ainda no Grêmio, ou Cuca, que já avisou que está de saída do Santos. Renato parece mais difícil de ser contratado, pois tem grande identificação com o Imortal de Porto Alegre. Caso o time gaúcho conquiste a Copa do Brasil contra o Palmeiras, provavelmente Renato aceitará permanecer no Sul.

Em relação a Cuca, o treinador chegou a afirmar que estava “cansado mentalmente” após a perda da Copa Libertadores para o Palmeiras com um gol já nos descontos com uma negativa participação do próprio treinador, que segundo torcedores do Peixe desconcentrou a defesa ao ser expulso de campo de maneira infantil minutos do adversário marcar o tento que lhe valeu o título. Porém, com a possibilidade de comandar um Atlético (MG) muito fortalecido financeiramente e disposto a não poupar e fazer grandes contratações em 2021, Cuca poderá mudar de ideia e desembarcar em Belo Horizonte.

Nas redes sociais muitos torcedores preferem, porém, um nome estrangeiro para substituir Sampaoli e os favoritos são o português Leonardo Jardim – muito valorizado no mercado e com salários acima da realidade do futebol brasileiro – e o argentino Marcelo Gallardo. Este último dirige o River Plate e na avaliação da diretoria dificilmente aceitaria sair dos Milionários para comandar um clube brasileiro.