Hipótese de técnico estrangeiro ganha força no Botafogo

0
64
Tulio Lustosa
Tulio Lustosa (foto: Vitor Silva/Botafogo)

Se antes o gerente de futebol do Botafogo, Túlio Lustosa, descartava qualquer nome estrangeiro para novo treinador do clube, a hipótese agora foi reconsiderada e o alvinegro carioca poderá ser mais um no País a ter um técnico nascido no exterior.

A posição de Lustosa acabou questionada por outros membros da diretoria que fazem eco a parte da torcida do Botafogo, que gostaria de completa renovação e vê com bons olhos um nome estrangeiro para tentar dar um jeito no elenco e salvar o clube de um novo rebaixamento.

A diretoria do time carioca espera anunciar o substituto de Bruno Lazaroni no máximo até a próxima quarta-feira. Entre os nomes cogitados em General Severiano estariam o argentino Héctor Cúper, de 64 anos, ex-técnico da Internazionale de Milão, o uruguaio Jorge Fossati, de 67, ex-internacional e atualmente no River Plate de seu país natal, e Gustavo Munúa, seu conterrâneo, de 42. 

Munúa estava comandando o Nacional do Uruguai, mas também está sem clube no momento. O ex-lateral direito paraguaio Francisco Arce, que no momento é técnico do Cerro Porteño, também estaria nos planos da diretoria. 

Por enquanto nenhum destes treinadores fechou com o Botafogo, que nesta terça feira enfrenta o Cuiabá no Mato Grosso pela partida de volta das oitavas de final da Copa do Brasil. Os cariocas, que perderam o primeiro jogo por 1 x 0 em pleno Engenhão, precisam vencer por dois gols de diferença para conseguirem a classificação sem a necessidade de cobrança de pênaltis. A equipe será comandada pelo interino e treinador de goleiros  Flavio Tenius.