Presidente eleito do Santos adianta que rescindirá contrato com Robinho

0
59
Robinho
Robinho (foto: Foto: Divulgação / Santos FC)

O presidente eleito do Santos, André Rueda, deverá rescindir o contrato do jogador Robinho, condenado na Itália em segunda instância por abuso sexual de uma mulher. A situação do atleta ficou muito delicada no Peixe e dificilmente permanecerá com contrato no clube paulista.

O jogador foi contratado pelo Santos em outubro, mas o acordo acabou suspenso por causa da séria questão judicial envolvendo Robinho. O clube resolveu esperar o julgamento em segundo instância e agora o atacante teve confirmada a sentença de nove anos de prisão por violência sexual dele e de um gripo de amigos contra uma mulher em Milão.

André Rueda se pronunciou sobre a situação de Robinho após sua posse e foi taxativo: “O Orlando Rollo (atual presidente) dirige o clube atualmente, mas quando assumirmos vamos equacionar a situação de Robinho. Para mim o assunto está encerrado a partir do momento que ele foi condenado em segunda instância. A situação é má para o jogador. Não deu. Uma pena”, salientou o presidente eleito do Santos.

Em gravações feitas pela polícia italiana Robinho afirma que veio para o Brasil e ainda sugeriu a um amigo que fizesse o mesmo, “para não ser preso”. O atleta chega a ironiza a situação e usa termos que revoltaram muita gente. O jogador nem mesmo manifesta algum tipo de arrependimento pelo ato realizado em Milão ainda em 2013.

O jogador e cinco amigos estavam em discoteca onde teria acontecido o abuso sexual. Ainda cabe um último recurso na justiça italiana, mas a prisão pode já ser solicitada. Como Robinho está no Brasil e não pode ser extraditado, por enquanto permanece longe do alcance da Lei para ser punido por seu crime.