Brasil enfrenta a Venezuela na terceira rodada das Eliminatórias da Copa

0
107
Imagem: Divulgação/Fifa

A Seleção Brasileira, comandada pelo técnico Fernando Diniz, acumulando a função com a direção do Fluminense, terá nesta quinta-feira seu terceiro teste pelas Eliminatórias Sul-Americanas da Copa do Mundo de 2016, quando enfrentará a Venezuela às 21h30 (de Brasília) na Arena Pantanal, em Cuiabá (MT).

O time de Diniz venceu as duas primeiras partidas, contra Bolívia e Peru e lidera o torneio seletivo para o Mundial. A Venezuela, por outro lado, estreou perdendo para a Colômbia, mas se reabilitou na segunda rodada ao bater o Paraguai, posicionando-se na quinta colocação. Em 28 confrontos entre as duas seleções os brasileiros venceram 24, empataram três e perderam apenas um, mas em amistoso. Portanto, a Vinotinto jamais derrotou o Brasil em Eliminatórias.

Fernando Diniz teve tempo para comandar apenas dois treinos com a seleção e deverá repetir a base utilizada nas duas primeiras rodadas das Eliminatórias, com poucas alterações. A tendência é que o Brasil tenha pela frente um time bastante defensivo, tentando surpreender os donos da casa em alguns raros contra-ataques.

Para o confronto de hoje na Arena Pantanal o Brasil terá Guilherme Arana na lateral-esquerda, no lugar de Rena Lodi, machucado. No ataque Vini Júnior, já recuperado de contusão, entrará na vaga de Raphinha.

A Venezuela tem como maiores destaques o Soteldo e Rincón, ambos jogadores do Santos e que atravessam boa fase no Peixe. Revelação do futebol venezuelano Alejandro Marques, atualmente defendendo o Estoril, não constou na lista de convocados do técnico da Vinotinto, Fernando Barista.

A Rede Globo e o canal SporTV transmitirão a partida ao vivo, direto da Arena Pantanal, a partir das 21h20 (horário de Brasília). O trio de arbitragem é peruano, com Kevin Ortega no apito e Michael Orue e Jesus Sanchez como assistentes. No VAR estará o equatoriano Carlos Orbe.

Prováveis escalações:

Brasil: Ederson; Danilo, Marquinhos, Gabriel Magalhães e Guilherme Arana; Casemiro, Bruno Guimarães e Neymar; Rodrygo, Vini Júnior e Richarlison.

Venezuela: Romo; Alexander Gonzalez, Osório, Wilker Angel e Navarro (Rosales); Rincón, Herrera e Brujo Martínez; Machis, Soteldo e Rondon.