Campeã do mundo, Argentina quer manter 100% de aproveitamento contra o Paraguai

0
117
Argentina
Imagem: Divulgação

Com 100% de aproveitamento nas Eliminatórias Sul-Americanas da Copa de 2026, a atual campeã do mundo, Argentina, enfrenta o Paraguai nesta quinta-feira às 20 horas (horário de Brasília), no Estádio Monumental de Nuñez, em Buenos Aires. Os paraguaios começaram muito mal o torneio e só têm um ponto e nenhum gol a favor em dois jogos disputados até o momento.

O técnico argentino, Lionel Scaloni, ainda não sabe se escalará sua maior estrela, Lionel Messi. O atleta do Inter de Miami vem tendo problemas físicos e chegou a ficar de fora de alguns compromissos da equipe norte-americana na temporada da MLS. Scaloni ainda conversará com o craque para saber de suas reais condições.

No Paraguai o treinador Daniel Garnero substitui Guillermo Barros Schelotto, fazendo sua estreia justamente contra a seleção campeã do mundo. Ele deverá experimentar algumas alternativas para aumentar o poder de fogo da equipe. Alguns atletas que atuam no futebol brasileiro estão entre os convocados pelo novo técnico: Gustavo Gomez (Palmeiras), Villasanti (Grêmio) e Matis Rojas (Corinthians).

O confronto entre argentinos e paraguaios em Buenos Aires será transmitido ao vivo para o Brasil pelo SporTV 2 a partir das 19h50 (de Brasília), direto do Estádio Monumental de Nuñez. O juiz da partida será o brasileiro Raphael Claus e no VAR estará Rodolpho Toski. Com as mudanças implementadas pela Fifa a América do Sul passou a ter direito a cinco vagas diretas para a próxima Copa do Mundo, com possibilidade de mais uma na repescagem das Eliminatórias após confronto direto com alguma seleção da Oceania/Ásia. Em 103 partidas disputadas entre as duas seleções os argentinos venceram53, os paraguaios 16 e houve 34 empates.

Prováveis escalações:

Argentina: Emiliano Martínez; Molina (Montiel), Cristian Romero, Otamendi e Tagliafico; De Paul, Enzo Fernandez e Mac Allister; Messi (Julian Álvarez), Lautaro Martínez e Nicolás González.

Paraguai: Coronel; Ivan Ramírez, Balbuena, Gustavo Gomez e Junior Alonso; Espinosa, Sosa e Richard Sanchez; Campuzano, Almirón e Aram Bareiro.