Torcida do Botafogo reencontra ídolo Loco Abreu no Nilton Santos

0
151
Foto: Vítor Silva/Botafogo

O torcedor botafoguense que for nesta quarta-feira à noite ao Estádio Nilton Santos não terá como atração somente a partida contra o quase desconhecido César Vallejo do Peru pela segunda rodada do Grupo A da Copa Sul-Americana. No banco do adversário estará como técnico um dos maiores ídolos do clube em sua história recente, o uruguaio Loco Abreu, que também não perde oportunidade para declarar seu amor pelo alvinegro do Rio de Janeiro.

Loco Abreu foi artilheiro enquanto esteve no Glorioso, nos anos de 2013 a 2014 e se consagrou na decisão do campeonato carioca realizado há exatos dez anos, marcando um gol de pênalti, com direito a cavadinha, contra o arquirrival Flamengo e dando o título estadual ao Botafogo. O rosto do uruguaio definitivamente ganhou o direito de ser pintado no Muro dos Ídolos da sede do clube, na Zona Sul do Rio.

Desde então El Loco passou ainda por vários clubes, encerrou a carreira como jogador e hoje comanda o César Vallejo, discreta agremiação peruana que perdeu na estreia na Sul-Americana para a LDU em Lima por 2 x 1 e promete atrapalhar as pretensões botafoguenses no Nilton Santos.

Em seu primeiro compromisso pela Sul-Americana a equipe brasileira empatou em 2 x 2 com o Magallanes, o Chile, depois ter ficado na frente do placar em duas oportunidades e mesmo com um jogador a mais pela maior parte do segundo tempo. Por isto, o alvinegro precisa vencer o time dirigido pelo ídolo para não se complicar no torneio internacional.

Invicto há oito jogos, o Botafogo poderá poupar alguns atletas para o compromisso desta quinta-feira, apesar de o técnico Luís Castro pregar respeito ao adversário e querer os três pontos. O Nilton Santos esteve fechado por várias semanas e reabriu na estreia do time pela Série A do Brasileirão, com vitória de 2 x 1 sobre o São Paulo. O gramado agora é sintético, exigindo a adaptação dos atletas.

O jogo entre Botafogo e César Vallejo começará às 21 horas e será transmitido para o Brasil somente pelo Paramount +. O trio de arbitragem, comandado por Maximiliano Ramirez, é todo da Argentina. No VAR estará o também portenho Hernan Mastrangelo.

Escalações:

Botafogo: Lucas Perri; Di Plácido, Adryelson, Cuesta (Segovia) e Rafael; Danilo Barbosa, Tchê Tchê (Marlon Freitas) e Eduardo (Lucas Fernandes); Gustavo Sauer, (Júnior Santos) Tiquinho Soares e Victor Sá (Luís Henrique).

César Vallejo: Carlos Grados; Carlos Cabellos, Renzo Garces, Ascues e Vasquez; Aldair Fuentes, Ysique e Quintero; Olaya, Venegas e Yornis Mena.