Vice-campeão da Sul-Americana em 2021, Bragantino duela com Tacuary

0
206
Imagem: R.B. Bragantino/Divulgação

O R.B. Bragantino estreia nesta quinta-feira na Copa Sul-Americana contra o Tacuary do Paraguai no Estádio Defensores Del Chaco, em Assunção. O Massa Bruta chegou à final do torneio internacional em 2021, mas acabou derrotado na final pelo Athletico Paranaense por 1 x 0 em Montevidéu e ficou com o vice-campeonato.

O confronto desta quinta ocorrerá às 21 horas (horário de Brasília) e o time brasileiro é considerado favorito mesmo tendo de atuar como visitante na estreia. As duas equipes fazem parte do Grupo C da Sul-Americana e o Bragantino tem 15 atletas remanescentes da grande campanha de 2021.

Quatro reforços chegaram ao Massa Bruta nos últimos dias: o zagueiro Eduardo Santos e os atacantes Eduardo Sasha, Henry Mosqueta e Ignacio Laquintana. Nenhum deles, porém, poderá ser escalado pelo técnico Pedro Caixinha. O zagueiro Lucas Cunha rompeu o ligamento do joelho e terá de passar por uma cirurgia. Em sua vaga deverá entrar Léo Realpe.

A provável escalação do Massa Bruta é Lucão; Aderlan, Léo Realpe, Natan e Juniho Capixaba; Jadsom, Matheus Fernandes e Bruninho; Sorriso, Talisson e Thiago Borba (Alerrandro). Pedro Caixinha quer o time jogando o tempo todo para a frente, sem descuidar, é claro, do sistema defensivo.

o Tacuary, time sem muita expressão em seu próprio país, está em situação muito ruim no Campeonato Paraguaio, no qual está em último na fase de Apertura. Com risco real de rebaixamento, o próprio treinador interino da equipe, Badayco Maciel, admitiu que o foco não será a Sul-Americana. Maciel substitui Carlos Humberto Paredes, demitido há cerca de 15 dias. O Tacuary até hoje só enfrentou um clube brasileiro, o Palmeiras, na fase eliminatória da Libertadores de 2005.

O árbitro do duelo desta quinta-feira será o uruguaio Mathias de Armas, que terá como assistentes José Retamal e Leslie Vazquez, do Chile. No VAR estará o também chileno Francisco Gilabert.