Desempenho no Celta consolida Coudet como treinador em ascensão

0
191
Eduardo Coudet
Eduardo Coudet

O sucesso de Eduardo Coudet como treinador do outrora modesto Celta de Vigo apenas comprova que seu ótimo desempenho no período em que esteve à frente do Internacional não foi por acaso. Deste que chegou ao clube azul celeste de La Liga tudo mudou e se antes a equipe brigava contra o rebaixamento, está agora na oitava posição e em ascensão.

Nas cinco últimas partidas disputadas no comando do clube espanhol Coudet conseguiu extraordinários 13 pontos, com quatro vitórias e apenas um empate. O desempenho do time de Coudet só está abaixo nestas cinco partidas que o do poderoso Real Madrid.

Coudet logo se tornou a maior sensação do campeonato espanhol e caiu nas graças da torcida do Celta, com status de ídolo, o que nem lá nem em nenhum lugar do mundo é muito comum para um treinador. Desde 2014 o Celta não conseguia uma sequência tão boa como neste período de pouco mais de um mês com o argentino com técnico. 

Com Coudet o clube celeste venceu Granada, Athletic Bilbao, Cádiz, Alavés e Llanera (este jogo pela Copa do Rei de Espanha). O time só perdeu uma vez, para Sevilha, justamente na estreia do treinador argentino, o que ocorreu no dia 21 de novembro último.

Na era Coudet o Celta marcou nada menos que 19 gols e levou somente seis, com um saldo de 13, algo que demonstra sua vocação ofensiva e tem deslumbrado a imprensa esportiva espanhola. Um dos jogadores do time, o atacante Aspas, divide a liderança da artilharia com o francês Karim Benzema, do Real Madrid, e Gerar Moreno, do Villa Real, todos com oito gols no campeonato espanhol.

A utilização de uma dupla de ataque, com Nolito ou Santi Mina ao lado de Aspas, foi uma das principais alterações promovidas por Eduardo Coudet, dando muito mais agressividade à equipe e aliviando o sufoco da defesa com um meio de campo mais compacto e guerreiro.

Ainda é cedo para saber até onde irá a ascensão do Celta, mas Eduardo Coudet já entrou na mira de alguns grandes clubes da Europa como um treinador jovem e muito criativo. Talvez seja uma questão de tempo até o argentino dirigir uma equipe de ponta no Velho Mundo.