Juventude tem de vencer o Ituano em casa para manter vivo o sonho do acesso

0
124
Foto: Gabriel Tadiotto/Site do Juventude

Quinto colocado na Série B do Brasileirão, o Juventude tem de vencer o Ituano, em crise, no jogo desta sexta-feira às 21h30 no Estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul, pela 35ª rodada do campeonato, para manter suas chances de acesso à elite. Os paulistas, por outro lado, estão perigosamente perto do Z-4.

O Juventude tem 57 pontos e empatou os quatro últimos jogos, por isso precisará de mais força ofensiva para superar o Galo de Itu e, dependendo dos resultados de alguns concorrentes, voltar ao G-4 da competição nacional. O time da Serra tem ao longo do torneio sido um dos mais fortes postulantes ao acesso.

O Ituano vive seu pior momento na temporada e não vence há nove jogos, jejum que não acontecia há 15 anos. O time paulista também empatou seus três últimos compromissos, com CRB, Ponte Preta e Mirassol, todos sem gols. No momento o Galo está na 14ª posição, com 37 pontos, apenas três a mais que o Tombense, que abre a zona de rebaixamento.

O treinador do Juventude, Thiago Carpini, tem uma grande baixa. O principal nome da equipe, o meia Nenê, sofreu uma séria contusão no pé direito e só voltará aos gramados em 2024. O lateral direito Reginaldo também está lesionado e estará também ausente contra o Ituano no Alfredo Jaconi. Suspensos, Zé Marcos e Dani completam a lista de desfalques da equipe da Serra Gaúcha.

No Ituano Marcinho não tem novos desfalques e ainda poderá contar com o retorno do lateral esquerdo Mário Sérgio, que estava tratando de uma contusão na perna. O volante Vinícius Baliero também voltará aos titulares, depois de cumprir suspensão.

O duelo entre Juventude e Ituano terá a transmissão direta para todo o Brasil dos canais Premiere e SporTV a partir das 21h20, direto do Estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul, na Serra Gaúcha. O árbitro será Dyorgines José Padovani de Andrade (ES), auxiliado por Luanderson Lima dos Santos (Fifa/BA) e Rafael Trombeta (PR). No VAR estará o paranaense Adriano Milczvski.