Solidariedade vai ao STF para que Leven Siano tome posse no Vasco

0
90
Leven Siano
Leven Siano (foto: Divulgação)

O partido Solidariedade entrou na noite desta quinta-feira com uma ação no Supremo Tribunal Federal (STF) solicitando que o candidato Leven Siano tome posse como presidente do Clube de Regatas Vasco da Gama. A agremiação política questiona a decisão da 1ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ), que determinou a validade da eleição virtual que teve Jorge Salgado como o mais votado para a presidência do clube carioca.

A informação foi divulgada pelo site Jota.info e já foi confirmada pela imprensa. O pedido do Solidariedade foi de uma Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental (ADPF), com o número 780, e ocorreu no primeiro dia depois do fim do recesso judicial da Corte. O relator do caso é o ministro Dias Toffoli.

O próprio Leven Siano votou presencialmente na manhã do último sábado na sede do clube em São Januário e deixou claro que não reconhece o processo virtual que teria levado o adversário ao cargo máximo na diretoria do Cruzmaltino.

O processo eleitoral vascaíno tem se arrastado com acusações de parte a parte e de maneira muito tumultuada, que muitos acreditam estar até mesmo influenciando o desempenho dos atletas do clube em campo. A equipe carioca está na zona de rebaixamento e recentemente trocou mais uma vez de treinador, demitindo o português Sá Pinto e praticamente convocando o experiente Vanderlei Luxemburgo para tentar repetir o que realizou em 2019, quando salvou o Gigante da Colina de sua quarta queda de divisão na história.

O advogado Daniel Soares Alvarenga de Macedo assina o pedido feito pelo Solidariedade no STF.