Sport também pode se tornar SAF

0
33
Foto: Rafael Bandeira/Site do Sport Recife

Depois de Cruzeiro, Botafogo, Vasco e Bahia, os últimos gigantes a aderir ao modelo SAF – uma constituição de empresa voltada para o futebol – o Sport Recife pode estar trilhando o mesmo caminho e a diretoria do clube pernambucano já abriu canais de negociação com possíveis parceiros.

O presidente do Leão da Ilha, Yuri Romão, adiantou que seis investidores já iniciaram conversas com o Sport. Romão deixou claro que não vê nenhuma saída para a situação econômica do clube que não seja aderir à SAF. Ele preferiu, porém, não revelar os nomes dos grupos interessados.

O dirigente rubro negro planeja, inclusive, fazer uma visita à sede do Cruzeiro no início de 2023 para conhecer um pouco mais sobre o funcionamento de uma SAF. Como se sabe, o clube mineiro foi assumido pelo ex-jogador Ronaldo Nazário e parece estar se recuperando da pior fase de sua história. A Raposa está de volta à elite do futebol brasileiro após passar três temporadas na Série B.

Nenhuma proposta foi até agora oficializada por algum investidor interessado no modelo da SAF com o Sport. A dívida do clube pernambucano atinge a cifra de R$ 300 milhões, praticamente impagável, segundo seu dirigente máximo, com o atual modelo de gestão.

Apesar de defender a transformação do Sport em SAF, Yuri Romão faz questão de negar que isto representaria vender o clube, como temem alguns torcedores mais tradicionais. Romão lembrou que tudo seria bem estruturado e garantias seriam pedidas ao investidor. O investidor teria de ter notória capacidade financeira e administrativa, tudo para tornar o Leão da Ilha uma potência no futebol nacional.

O cartola rubro negro lembrou que todos os clubes que estavam na Série B e aderiram à SAF voltaram rapidamente à elite com os investimentos feitos por seus parceiros. São os casos, é claro, de Botafogo, Cruzeiro, Bahia e Vasco. Por isto, Romão estudará está defendendo que o Sport também caminhe aos poucos para este modelo.