Mancini terá grandes desafios se fechar como treinador do Corinthians

0
20
Vagner Mancini
Vagner Mancini - Foto Sirli Freitas

Décima-sétima posição na tabela de classificação com apenas 15 pontos em 15 jogos, jogadores desmotivados e grande pressão da torcida por resultados imediatos. Este são apenas alguns dos desafios que o futuro técnico do Corinthians – Vagner Mancini estaria quase certo para o cargo – terá de enfrentar, com pouco tempo para implantar seu próprio estilo com mais calma.

Depois da perda do tetracampeonato paulista para o Palmeiras, o Timão entrou no campeonato brasileiro com a autoestima em baixa e um elenco muito limitado. O ataque praticamente não tem funcionado a contento, a defesa falha seguidamente e a equipe já levou 20 gols, tendo um saldo negativo de três. Agora, o alvinegro de Parque São Jorge entrou na zona de rebaixamento e os fanáticos torcedores da Fiel exigem mudanças urgentes.

Dyego Coelho assumiu como técnico há cerca de um mês, depois da demissão de Tiago Nunes, e a diretoria do Timão ainda estudava se o manteria no cargo, mas a última derrota para o Ceará por 2 x 1, de virada, esgotou a paciência com o interino e logo surgiu o nome de Mancini para treinador.

O atual técnico do Atlético (GO) tem feito um bom trabalho no clube goiano, que mesmo com suas limitações está em 12º lugar na Série A, com 18 pontos. Sair do Dragão num momento de estabilidade e possível crescimento para comandar um Corinthians na zona da degola e cheio de problemas com certeza seria um ato de ousadia de Mancini.

O treinador é visto com bons olhos pela diretoria do Timão, pois além de conhecer muito bem o futebol paulista e ter como característica montar esquemas com muito equilíbrio entre defesa, meio-campo e ataque, estaria propenso a aceitar um contrato até dezembro de 2021 e em bases dentro da realidade financeira do clube, que não é das melhores. Outros treinadores já sondados teriam exigido um contrato mais longo e com cifras mais altas.

De qualquer maneira, com ou sem Mancini no comando, o alvinegro paulista precisa urgentemente voltar a vencer já no próximo compromisso, contra o Atlético (PR) na quarta-feira à noite, na Arena da Baixada, em Curitiba. Uma nova derrota afundará de vez o clube na zona de rebaixamento.