Sem conseguir o acesso em 2023, Ceará prepara reformulação do elenco

0
62
Vagner Mancini
Foto: Sirli Freitas

O Ceará foi o grande campeão da Copa do Nordeste em 2023, conquistando seu terceiro título do importante torneio regional, mas fracassou no objetivo de conseguir o acesso á elite. Além disso, viu o arquirrival Fortaleza ganhar pelo quinto ano consecutivo o Campeonato Cearense. Por isso, a diretoria do Vozão planeja uma grande reformulação no elenco parta a próxima temporada.

O primeiro reforço para o próximo ano é Lourenço, meia que defendeu o Vila Nova e é visto como muito promissor pela diretoria do alvinegro de Porangabuçu. Várias posições estão sendo encaradas como prioritárias para o elenco e alguns atletas deverão deixar o clube por não terem rendido o que se esperava.

Entre os jogadores que deixarão o clube cearense estão, por exemplo, Erick, Caíque Gonçalves, Guilherme Bissoli, Wiliam Maranhão, Warley, Michel Macedo e Chay. Os contratos destes atletas se encerram agora no final de dezembro e não deverão ser renovados pela diretoria.

O técnico Vagner Mancini, apesar de questionado por parte da torcida, será mantido no comando do elenco. O Vozão terminou a disputa da Série B em um modesto 11º lugar, com 50 pontos, 14 a menos que o Atlético (GO), quarto e último dos clubes que conseguiram o acesso à elite. Um resultado bastante decepcionante em relação ao que a diretoria havia planejado e que os torcedores esperavam.

O grande sucesso do rival Fortaleza, que não apenas permanecerá pelo sexto ano consecutivo na Série A como chegou a decidir a Copa Sul-Americana de 2023, perdendo a final para a LDU, incomoda bastante os alvinegros. Além disso, o Leão do Pici detém o pentacampeonato estadual. Após muitos anos, a hegemonia em terras cearenses mudou de lado. A reformulação do Vozão, portanto, precisa ser bem planejada para dar alguma esperança de mudanças reais aos torcedores.