Cargo de Renato ameaçado no Grêmio

0
125
Renato Gaúcho
Renato Gaúcho (foto: Lucas Uebel / Grêmio)

Renato Portaluppi é um ídolo histórico do Grêmio, tanto como jogador quanto como treinador, mas sua situação está cada vez mais delicada no clube gaúcho e poderá perder o cargo já nas próximas semana, se depender de setores da diretoria e parte dos torcedores do tricolor.

A eliminação do clube na fase inicial da Copa Libertadores doeu muito em cartolas e torcedores e não foi o primeiro insucesso do treinador nos últimos anos. Além de ter saído de maneira lamentável da competição continental em 2019 – derrotado por 5 x 0 pelo Flamengo, que viria a ser o campeão daquela edição -, perdeu a vaga na final de 2020 para o Santos. O tricolor também perdeu a Copa do Brasil para o Palmeiras no início deste ano.

– O momento é realmente delicado, pois o clube vem de derrotas e eliminações sucessivas. Fomos eliminados em 2020 também com uma goleada para o Santos por 4 x 1 e temos de avaliar com muita calma o que é melhor para o Grêmio – assinalou o vice-presidente gremista, Cláudio Oderich.

O jeito tradicionalmente falastrão e até arrogante de Renato, que um dia já foi visto como engraçado e algo natural de seu carisma pessoal, tem irritado cada vez mais aos torcedores do Imortal. Pelas redes sociais não falta quem peça a saída do treinador, que não é mais uma unanimidade entre os gremistas

Mesmo reconhecendo a brilhante trajetória do atual treinador e ex-jogador fundamental na conquista do único título do Mundial Interclubes do tricolor gaúcho, parte da torcida acredita que chegou a hora do adeus e precisa ocorrer logo para que Renato não saia com a biografia manchada. Como muitos costumam dizer quando um ídolo deixa um clube ou abandona o futebol, “melhor sair quando está por cima” e não desmoralizado.

De qualquer maneira, a diretoria do Grêmio analisará a questão nos próximos dias e a chance de Renato sair é cada vez maior nas hostes tricolores.