Fluminense chega ao 11º primeiro clássico seguido sem vencer após derrota para o Botafogo

0
102
Foto: FFC/Divulgação

Atual bicampeão carioca, e tendo conquistado a Libertadores pela primeira vez em 2023 e a Recopa Sul-Americana recentemente, batendo o “fantasma” da LDU na final, o Fluminense parece voar alto nos últimos tempos, empolgando seus torcedores espalhados por todo o País.

Nem tudo, porém, são flores na casa tricolor, que tem uma marca negativa que perturba a torcida. Derrotado por 4 x 2 por reservas do Botafogo no último domingo, no Maracanã, o Fluminense chegou ao 11º clássico seguido sem vencer, o que tem rendido muitos memes na internet.

Em relação ao Botafogo, por exemplo, o time das Laranjeiras perdeu os quatro últimos confrontos, marca negativa que não ocorria desde o distante ano de 1962, quando o alvinegro tinha no elenco grande gênios como Nilton Santos e, principalmente, Mané Garrincha.

Com o atual jejum em clássicos o Fluminense fica perto de igualar sua pior marca nas partidas contra seus principais adversários no estado. Em 1995/1996 e 1961/1962 o tricolor ficou 13 clássicos sem vitória, um recorde que com certeza seus torcedores não querem para a coleção do clube.

O técnico Fernando Diniz, tão aclamado por seu estilo ofensivo e criativo, tem um péssimo aproveitamento em duelos com outros grandes do Rio, apenas 30%, com seis vitórias, nove empates e 15 derrotas.

No próximo sábado o Fluminense iniciará á disputa das semifinais do Carioca enfrentando o Flamengo no jogo de ida desta fase. No domingo seguinte ocorrerá o Fla-Flu decisivo para saber quem ficará com a vaga na grande final do estadual de 2024. os dois times decidiram as quatro últimas edições, com duas taças para cada clube. Caso haja dois resultados iguais neste confronto o Flamengo avançará para a decisão, por ter tido a melhor campanha na Taça Guanabara, que o rubro negro conquistou de maneira invicta.