Fluminense tem jogo duro contra o Volta Redonda

0
164
Foto: Site do Fluminense/Divulgação

Derrotado no último final de semana por 1 x 0 no clássico contra o Botafogo realizado no Maracanã, o Fluminense tem outra parada dura nesta quinta-feira, quando enfrenta o Volta Redonda no Estádio Raulino de Oliveira.

O Volta Redonda é o atual vice-líder do Campeonato Carioca, com dez pontos, e vem embalado pela vitória por 2 x 1 sobre os titulares do Vasco em seu último compromisso. O tricolor da capital tem a mesma pontuação que o adversário, mas perde no critério de saldo de gols. Por isso precisa triunfar no Sul Fluminense para se manter na luta pelo título da Taça Guanabara, no momento liderada pelo Flamengo.

O jogo começará às 21h10 e faz parte da sexta rodada do cariocão-23. O clima nas Laranjeiras não é dos melhores depois da derrota para o Botafogo, quando teve o triunfo nas mãos. O jovem Calegari perdeu um pênalti e mesmo com muito mais posse de bola que o adversário o tricolor acabou derrotado.

A torcida do Fluminense critica o time e o treinador, pois os dois batedores oficiais de penalidades, Ganso e Arias, estavam em campo e se omitiram na hora da cobrança. Pelo menos por enquanto não foi dada uma explicação para o fato.

O técnico Fernando Diniz vai manter a equipe titular para o confronto com o Volta Redonda. Na avaliação da comissão técnica a partida ganhou muita importância depois da derrota para o Botafogo e com o bom desempenho do adversário desta quinta-feira. Pela mudança no regulamento da Copa do Brasil, somente os quatro primeiros colocados se classificam para a próxima edição do torneio nacional, em 2024.

O Volta Redonda terá somente uma mudança em relação ao jogo em que venceu o Vasco na última rodada. Suspenso por ter levado o terceiro cartão amarelo, o volante Dudu deverá ser substituído por Henrique Silva. O técnico do Voltaço, Rogério Corrêa, tem demonstrado muita satisfação com seus comandados.

A TV Bandeirantes e a BandSports transmitirão a partida ao vivo, direto do Raulino de Oliveira, a partir das 21 horas (horário de Brasília).