Venezuela enfrenta o Brasil em busca de nova ‘revolução’ no futebol

0
20
Brasil vs Venezuela

País sem muita tradição no futebol e com o baseball como um dos mais populares esportes, a Venezuela viveu um curto período de sonho sob o comando do técnico Rafael Dudamel, quando chegou a empatar com o Brasil em Salvador na última Copa América. O treinador deixou a seleção de seu país e tudo voltou ao normal, com papel de mero figurante e candidata a lanterna nas Eliminatórias da Copa do Mundo do Catar.

É com este espírito de esforço pela reconstrução, e agora sob o comando do técnico português José Peseiro, que a Venezuela enfrenta o Brasil nesta sexta-feira no Morumbi pela terceira rodada da competição. O jogo começará às 21h30 e por coincidência Neymar – que esteve de fora no empate conseguido pelos venezuelanos na Copa América de 2019 – também não estará em campo. O craque brasileiro se contundiu atuando pelo Paris Saint Germain e teve de ser cortado pelo técnico Tite.

O rendimento de José Peseiro em seus primeiros jogos no comando da seleção venezuelana foi péssimo. Em duas partidas duas derrotas, 3 x 0 para a Colômbia fora de casa e 1 x 0 para o Paraguai na própria Venezuela. Inicialmente Peseiro tentou manter o esquema implantado por Rafael Dudamel, mas não tem conseguido.

Mesmo sabendo que a Seleção Brasileira terá desfalques para o jogo desta sexta-feira no Morumbi, o treinador da Venezuela sabe das dificuldades que terá e ao longo das eliminatórias e enfatizou que tentará dar ao menos “alguma alegria ao país” no futebol.  

A seleção do país vizinho perdeu a identidade que tinha conseguido com o técnico anterior – considerada uma verdadeira “revolução” – e luta para recuperar alguma coisa dos melhores tempos do futebol no país. Peseiro tem 60 anos e chegou a conversar com o Flamengo, que acabou não o contratando. Seu estilo é ofensivo e ele já dirigiu o Porto, um dos gigantes do futebol em seu país natal.