Boca pode entrar com representação na Conmebol contra o Santos

0
237
Boca Juniors

Uma polêmica envolvendo dois jogadores do Santos, o goleiro John e o zagueiro reserva do Peixe Wagner Leonardo, está agitando o Boca Juniors e a imprensa argentina. O clube do país vizinho questiona se a comissão técnica santista teria relacionado os dois atletas mesmo já sabendo que eles tinham testado positivo para a Covid-19.

O caso revoltou os argentinos, que ameaçam entrar com uma representação junto à Conmebol contra o clube brasileiro com quem empatou de 0 x 0 na primeira partida das semifinais da Libertadores realizada no meio da semana.

John e Wagner Leonardo nem sequer puderam regressar ao Brasil depois do jogo com o Boca Juniors, pois testaram positivo para a Covid-19 na própria capital argentina. Ambos estão cumprindo o isolamento obrigatório em Buenos Aires.

O Boca Juniors observará est semana se algum de seus atletas – ou possivelmente vários – contraiu o vírus e se isto de fato ocorreu deverá entrar com uma reclamação contra o Peixe na entidade máxima do futebol sul-americano.

Vários torcedores argentinos se posicionaram nas redes sociais e lembraram inclusive que os santistas fizeram uma reunião no intervalo da partida no próprio gramado e não no vestiário, como normalmente ocorre em confrontos pela Copa Libertadores da América.

A diretoria do Santos se defende e garante que o clube está cumprindo rigorosamente todos os protocolos estabelecidos para Conmebol na questão da Covid-19 e que não se sabia de antecedência que seus dois atletas tinham contraído o vírus.

Santos e Buenos Aires farão o segundo jogo das semifinais do torneio continental na próxima quarta-feira, dia 13, na Vila Belmiro. Antes o Peixe terá um clássico contra o São Paulo neste domingo, no Estádio do Morumbi.