Palmeiras usa reservas na estreia da Libertadores contra Bolivar

0
284
Imagem: Reprodução

A comissão técnica do Palmeiras causou surpresa até mesmo em alguns de seus torcedores, mas decidiu usar um time misto nesta quarta-feira à noite contra o Bolívar, na estreia na Taça Libertadores, quando jogará fora de casa. Nada menos que 15 atletas formados na base viajaram para La Paz por decisão do técnico Abel Ferreira. O duelo acontecerá às 21h30, horário de Brasília.

O Verdão está envolvido na final do Campeonato Paulista contra o Água Santa e perdeu o jogo de ida por 2 x 1. No próximo final de semana fará a partida de volta e precisa vencer por dois gols de vantagem para ficar com mais um título estadual sem depender de cobrança de pênaltis, caso devolva o saldo obtido pelo adversário. Se vencer por somente um gol não haverá como fugir das penalidades para que se conheça o campeão do Paulistão de 2023.

O insucesso no duelo realizado em Barueri, com o Palmeiras perdendo a partida e a invencibilidade no estadual com um gol já nos acréscimos, foi muito dolorosa para a comissão técnica e atletas do clube. O técnico Abel Ferreira admitiu que o grupo se apresentou bem abaixo do que poderia e considera quase uma questão de honra a conquista do título no final de semana, revertendo a vantagem obtida pelo Água Santa.

Talvez por isto a decisão, aparentemente sem sentido, de priorizar o Paulistão e não a Libertadores. A notícia de que o forte adversário pouparia alguns de seus titulares pegou de surpresa o próprio Bolívar, treinado por Beñat San José. Ele admite que gostou muito da notícia, mas prega respeito aos seus comandados, pois sabe que o elenco palmeirense é muito forte e conta com bons reservas.

A provável escalação do Palmeiras para enfrentar o Bolívar é a seguinte: Marcelo Lomba; Garcia, Luan, Naves e Vanderlan; Fabinho, Jailson e Artur; Mayke, Breno Lopes e Flaco Lopez.

A Rede Globo e a ESPN transmitirão ao vivo o duelo do alviverde paulista para todo o Brasil. O árbitro do jogo será o venezuelano Alexis Herrera, auxiliado pelos compatriotas Jorge Urrego e Tulio Moreno. O Verdão luta pelo tetracampeonato da Libertadores da América.