Raí banca Diniz no São Paulo após eliminação na Libertadores

0
31
Raí
Raí (foto: Érico Leonan/saopaulofc.net)

O vexame histórico de ter seu time eliminado na primeira fase de uma Copa Libertadores, algo que não ocorria há 33 anos, não deverá ser suficiente para a queda do treinador Fernando Diniz do comando do São Paulo. O diretor de futebol do Tricolor Raí garantiu que o técnico ficará e destacou que o clube ainda tem pela frente a disputa do Brasileirão e da Copa do Brasil e que há chance de título este ano.

Segundo Raí, Diniz e o restante da comissão técnica têm trabalhado com seriedade e conteúdo e devem receber um crédito de confiança da diretoria e paciência por parte dos torcedores. O problema é que o Tricolor vive um incômodo jejum de títulos que já dura desde 2012 e a torcida tem feito cada vez mais pressão pela demissão do atual técnico.

A eliminação do São Paulo foi melancólica e indigna do único clube brasileiro tricampeão do mundo. Em cinco partidas até aqui pelo grupo D da Libertadores, o clube paulista teve apenas quatro pontos, com uma vitória, um empate e três derrotas. O grupo tem na liderança a LDU com 12 pontos e o River com 10, que se enfrentam na última rodada em Buenos Aires e já confirmaram a classificação.

O São Paulo com certeza volta ao Brasil para enfrentar muitos protestos e pressão por parte dos torcedores, antes tão acostumados às grandes conquistas e agora vivendo um período de seca cada vez mais longo. Diniz precisa dar logo um padrão à equipe se quiser manter seu cargo. Mesmo com o apoio do ídolo e dirigente Raí sua posição pode se tornar insustentável.