Rival do Flamengo nas oitavas da Libertadores, Racing vive séria crise

0
10
Racing vs Flamengo

Subestimar um adversário argentino, principalmente na Copa Libertadores da América, nunca é uma boa estratégia para qualquer adversário. Porém, o momento do Racing – próximo adversário do Flamengo na competição – pode encher qualquer torcedor rubro negro das melhores expectativas.

Além de ter perdido os quatro primeiros compromissos pela Superliga Argentina, o rival do atual campeão brasileiro também perderá no próximo mês uma grande referência em sua diretoria. Trata-se do ex-atacante e ídolo da torcida do clube azul, Diego Milito, que deixará seu cargo de secretário técnico.

O ex-craque anunciou em um vídeo em suas redes sociais que pretende sair por discordar de muitas das decisões tomadas pelo presidente do Clube argentino, Victor Blanco. Os desentendimentos entre ambos já se arrastam há algum tempo e agora parecem ter chegado ao ápice com a provável saída de Milito.

O primeiro jogo entre Racing e Flamengo pelas oitavas de final ocorrerá na próxima terça-feira, às 21h30 em Avellaneda, na Argentina e a partida de volta em 1º de dezembro no Maracanã. A Libertadores tornou-se prioritária para o clube. O técnico do Racing, Sebastián Beccacece está em situação delicada e uma eliminação precoce ainda nas oitavas da competição poderá custar seu cargo, além de aprofundar a crise técnica e administrativa de um dos maiores clubes da história argentina.

O estilo de jogo do Racing é tradicionalmente ofensivo, com valorização da posse de bola. Na fase de grupos deste ano, por exemplo, o clube argentino só ficou atrás do Independiente del Valle neste fundamento. A defesa, porém, não é das melhores e nos últimos quatro jogos o time levou dez gols.