Festa italiana na Eurocopa

0
52
Festa italiana
Festa italiana (foto: Twiter Euro 2020)

A Itália conquistou pela segunda vez a Eurocopa ao derrotar a Inglaterra no estádio de Wembley na decisão por pênaltis por 3 x 2. O goleiro Donnarumma saiu de campo como o grande herói da conquista. Ele defendeu duas penalidades e se consagrou na grande final. No tempo normal um empate de 1 x 1, resultado mantido após os 30 minutos da prorrogação

Jogando diante de mais de 60 mil pessoas no tradicional estádio de Wembley, em Londres – inclusive o Príncipe William, segunda na linha de sucessão ao trono britânico -, a Seleção da Inglaterra lançou-se logo à frente e com apenas dois minutos abriu o marcador na decisão, levando à loucura seus torcedores.

O gol inglês foi marcado pelo lateral-esquerdo Luke Shaw, jogador de destaque do Manchester United, pegando de primeira de perna esquerda e dentro da área adversária, sem chances para o bom goleiro italiano. Um belo gol! 

Como muitas vezes ocorre, especialmente em decisões, o time que abriu o marcador recuou excessivamente, chamando os italianos para seu próprio campo e correndo muito risco. A seleção da Bota pressionou muito em busca do empate e teve muito mais posse de bola no primeiro tempo, mas os ingleses foram para o intervalo com a vantagem mínima graças ao seu ótimo sistema defensivo e marcação sob pressão.

O segundo tempo começou da mesma maneira, com a Itália em cima e a Inglaterra se defendendo como podia. Até que aos 22 minutos, após um bate-rebate na área inglesa o zagueiro Bonucci, atleta da Juventus de Turim, empurrou para as redes.

Até o final do tempo regulamentar a Itália esteve mais próximo do segundo gol que a Inglaterra, mas o placar não se alterou. Com o empate mantido também na prorrogação em dois tempos de 15 minutos, a decisão foi para a cobrança de pênaltis. 

Donnarumma então começou a brilhar e defendeu duas penalidades dos ingleses, que ainda mandaram uma bola na trave, que depois foi para a linha de fundo. Os italianos perderam duas cobranças, mas saíram com a vitória e o título da Eurocopa 2020. Depois de ter ficado de fora da última Copa do Mundo, a Azurra retorna em grande estilo a protagonista no continente e é bicampeã do torneio, após 53 anos da última conquista.