Torcida culpa Vítor Pereira pelo vexame do Flamengo

0
192
Foto: Marcelo Cortes/Site do Flamengo

A torcida do Flamengo já elegeu um culpado pela derrota até certo ponto humilhante do rubro negro carioca para o Al-Hilal na semifinal do Mundial de clubes da Fifa e o fim do sonho de conquistar o título, provavelmente em uma final contra o Real Madrid: o técnico Vítor Pereira.

Seguindo a onda no País de pagar muito dinheiro por técnicos portugueses, o Flamengo dispensou Dorival Júnior, que havia conquistado títulos importantes no rubro negro, e resolveu contratar Vítor Pereira. Este último tinha tido uma passagem mediana pelo Corinthians, mas caiu em desgraça com os torcedores do Timão por deixar o alvinegro paulista alegando problemas de saúde de sua sogra, mas assinar pouco tempo depois com o clube da Gávea.

Pereira assumiu o Flamengo em um momento positivo, começou a fazer algumas mudanças, mas parece ter desarrumado o que estava bem “azeitado” nos tempos de Dorival. No primeiro grande teste da temporada de 2023 veio o primeiro baque: a perda do título da Supercopa do Brasil para o Palmeiras, perdendo o confronto por 4 x 3.

A gota d’água, porém, ocorreu na última terça-feira com a eliminação melancólica e humilhante para o bem armado time saudita do Al-Hilal. Mesmo admitindo-se que a equipe árabe tem qualidade e sabe o que fazer com a bola, a derrota do rubro negro por 3 x 2 é absolutamente injustificável, tal o investimento feito pelo Flamengo no elenco e a qualidade de seus jogadores, superior ao do adversário.

Em determinados momento da semifinal tinha-se a impressão que o Al-Hilal aplicaria uma goleada história no time brasileiro, tal a facilidade com que seus bons atacantes chegavam ao gol do Flamengo. Para piorar a situação, Vítor Pereira irritou a torcida ao tirar de campo seus melhores articuladores, Arrascaeta e Éverton Ribeiro, e deixou a equipe sem muito de seu poderio ofensivo.

Por mais que a expulsão de Gerson no final do primeiro tempo tenha dificultado as coisas para o clube da Gávea, as alterações realizadas pelo técnico português foram desastrosas e mesmo que conquiste o terceiro lugar no Mundial, o rubro negro sairá do Marrocos humilhado. O sonho transformou-se em pesadelo e o Real Madrid terá de esperar muito por tal “oportunidade” de enfrentar os brasileiros.

Aliás, a arrogância da diretoria flamenguista já é uma tônica e mais uma vez, desmerecendo qualquer qualidade que o Al-Hilal poderia opor ao rubro negro na semifinal, não faltaram declarações presunçosas como “sua hora vai chegar Real Madrid” e outras. Sapato alto e presunção costumam custar muito caro…