Governador do RJ veta jogos do campeonato paulista no estado

0
56
Cláudio Castro
Cláudio Castro (foto: Agência Brasil)

O Governo de São Paulo, às voltas com uma situação caótica por conta da pandemia de Covid-19, suspendeu todas as competições esportivas, inclusive o campeonato estadual de futebol, do dia 15 ao 30 deste mês. 

Preocupados com a paralisação representantes da CBF e da Federação Paulista entraram em contato com cartolas cariocas e tentaram a realização dos confrontos no Maracanã e no Engenhão, mas esbarraram na recusa do governador em exercício do Estado do Rio, Cláudio Castro.

O chefe do Executivo fluminense enfatizou que os casos de Covid-19 no Rio, embora não estejam explodindo tanto quanto em vários estados brasileiros, também estão em elevação e, por isso, não poderia aceitar a realização de algumas rodadas do Paulistão.

A paralisação dos jogos em São Paulo – apesar da oposição de dirigentes dos clubes paulistas – tornou-se inevitável depois da explosão da pandemia no mais rico estado brasileiro, que está com seu sistema hospitalar em colapso. 

A dramática situação fez com que o governador paulista, João Doria, tomasse uma série de medidas bastante restritivas para limitar ao máximo a circulação das pessoas. A realização de eventos esportivos foi recomendada pelo Ministério Público como necessária e emergencial.

A paralisação do Paulistão por pelo menos 15 dias vai influenciar não apenas o campeonato daquele estado, mas também a Copa do Brasil, que tem partidas marcadas para ocorrer em território paulista. Por isto, apesar de a pandemia estar em seu momento mais crítico em praticamente todo o País. Os cartolas locais tentarão transferir alguns confrontos.

Por enquanto os jogos de outros campeonatos como o carioca estão mantidos, mas se a situação também se deteriorar na rede de saúde a competição poderá sofrer outra paralisação nas próximas semanas. Várias equipes de diferentes estados têm sofrido muito com o afastamento de atletas que testam positivo para o novo Coronavírus.