Interesse de bilionário em projeto de clube-empresa movimenta o América (MG)

0
18
América (MG)

A torcida do América (MG) teve pelo menos duas boas notícias neste final de semana. Além da vitória fora de casa sobre o Cuiabá (MT) por 2 x 0, que afastou um pouco a equipe da zona de rebaixamento do Brasileirão, os torcedores do clube souberam que um bilionário norte-americano estaria bem próximo de investir no projeto de clube-empresa em andamento na agremiação de Belo Horizonte.

O megaempresário seria Joseph Dagrosa, ex-proprietário do Bordeaux da França. A ideia é formar um fundo para por meio dele administrar o próprio América e mais dois clubes europeus, cujos nomes não foram anunciados. Sabe-se, porém, que um deles seria de Portugal e o outro da segunda divisão da Bélgica.

Proprietário do Grupo Kapital Football, Joseph Dagrosa injetaria uma vultosa quantia que poderia tornar o América (MG) uma grande potência do futebol brasileiro em pouco tempo. O empresário já teria inclusive iniciado a captação de recurso no exterior.

O modelo de administração seria criado com a aprovação da Lei do Clube-empresa e a nova estrutura societária do América (MG) começaria a vigorar em na próxima temporada após um necessário período de transição que poderá durar alguns meses.

Além do América (MG), outros clubes como o também mineiro Cruzeiro, que vive a maior crise financeira de sua história, estariam em processo de transformação societária. No Rio de Janeiro o caso mais avançado é o do Botafogo. Tanto os cruzeirenses quanto os alvinegros cariocas amargam a disputa da Série B na atual temporada e pelo menos a Raposa deverá passar mais um ano sem retornar à elite do futebol brasileiro. 

A diretoria do América (MG), porém, preferiu manter a cautela e destacou em uma nota oficial, que não se dará por enquanto mais detalhes sobre as negociações com o bilionário norte-americano.