Mais um jogador do Palmeiras é flagrado em festa clandestina

0
65
Patrick de Paula
Patrick de Paula (foto: Cesar Greco/Ag. Palmeiras)

Depois de Lucas Lima, outro jogador do Palmeiras foi flagrado em uma festa clandestina em São Paulo. Desta vez, quem burlou a proibição das autoridades para eventos do gênero por causa da pandemia de Covid-19 foi o volante Patrick de Paula.

No domingo o jogador já tinha usado suas redes sociais para se desculpar com a torcida por ter entrado em campo com um piercing na orelha para enfrentar o América (MG) no Allianz Parque, algo proibido pela CBF. 

No mesmo dia, à noite, Patrick de Paula foi flagrado por alguns membros da torcida Mancha Alviverde – a maior do Palmeiras – quando saía de uma balada proibida no Tatuapé, na Zona Leste da cidade de São Paulo. O jogador foi hostilizado pelos torcedores e só conseguiu deixar o local escoltado por seguranças. O fato foi filmado pelos próprios torcedores e postado na internet.

Nas redes sociais os torcedores criticaram a ação do jogador e pediram à diretoria do clube que tome providências, mas até o momento os dirigentes não se manifestaram oficialmente. Membros da torcida organizada chegaram a chamar o presidente palmeirense Maurício Galiotte de “banana”.

No meio da última semana Lucas Lima também tinha sido flagrado em uma festa clandestina e isto ocorreu poucos dias depois da confirmação da morte de três funcionários do clube por causa de complicações decorrentes da Covid-19. O meia foi afastado das atividades por ter quebrado os protocolos de saúde.

O técnico Abel Ferreira pediu aos jogadores, especialmente aos mais jovens, que tenham mais responsabilidade em relação não apenas ao clube, mas à própria população paulistana, que sofre muito com os efeitos da pandemia de Covid-19.