Ramirez não resiste a mais um vexame do Inter e é demitido

0
20
Miguel Ángel Ramirez
Miguel Ángel Ramirez (foto: Divulgação / Independiente del Valle)

O inevitável aconteceu e o técnico Miguel Ángel Ramirez foi demitido pela diretoria do Internacional. O Colorado perdeu em casa por 3 x 1 para o Vitória da Bahia na última quinta-feira e saiu da Copa do Brasil na terceira fase da competição, o que custou o cargo do treinador.

O espanhol chegou muito badalado ao Beira-Rio no início de março e substituiu Abel Braga, que deixou o clube em um ótimo momento apesar do vice-campeonato no Brasileirão de 2020, perdendo o título para o Flamengo na última rodada.

Ramirez foi contratado para promover uma profunda restruturação no futebol do clube gaúcho, mas ficou menos de 100 dias no comando do Internacional. Ele dirigiu o time em 17 jogos, vencendo dez, empatando quatro e perdendo sete.

Neste período o Colorado perdeu mais uma vez o título gaúcho para o arquirrival Grêmio – que se sagrou tetracampeão estadual – classificou-se em primeiro em seu grupo na Copa Libertadores, mas com a pior campanha de todos os cabeças nas chaves do torneio continental, e começou muito mal na Série A do Brasileirão.  

Depois de empatar em casa com o Sport por 2 x 2 – depois de estar vencendo por 2 x 0 no primeiro tempo – veio a primeira humilhação. Na segunda rodada o Colorado visitou o Fortaleza no Ceará e foi impiedosamente goleado por 5 x 1. Dias depois outro vexame: o time podia até empatar com o Vitória no Beira-Rio para passar à quarta fase da Copa do Brasil, mas acabou derrotado de maneira melancólica pelos baianos por 3 x 1 e ficou de fora.

Já muito questionado pelos torcedores nas redes sociais e “fritado” nos bastidores do clube, o espanhol de 34 anos não resistiu a mais um fracasso e perdeu o cargo. Ele teve uma passagem de sucesso pelo Independiente Del Valle, conquistando uma Copa Sul-Americana, mas naufragou no Internacional.

Entre os cotados para assumir o comando da equipe estão Lisca, técnico de América (MG) e que já teve uma passagem rápida pelo próprio Internacional, o uruguaio Diego Aguirre e mesmo Vanderlei Luxemburgo. O retorno de Eduardo Coudet, atualmente na Espanha, também seria outra opção a ser tentada pelos dirigentes colorados.