São Paulo demite Fernando Diniz

0
47
Fernando Diniz
Fernando Diniz (Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net)

Fernando Diniz não é mais treinador do São Paulo. O clube anunciou na tarde desta segunda feira que o técnico estava deixando o Morumbi. Uma reunião na sede do clube decidiu que não havia Mis condições de mantê-lo no cargo após tantos resultados negativos.

A gota d’água veio após mais uma derrota no Brasileirão, desta vez para o Atlético (GO) por 2 x 1, pela 33ª rodada da Série A. Diniz enfatizou após o insucesso contra os goianos que não pediria demissão, mas o presidente são paulino Júlio Casares tomou a decisão que muitos já davam como certa há algumas rodadas.

O São Paulo chegou a liderar com muita folga o Campeonato Brasileiro. O clube paulista esteve em seu melhor momento sete pontos à frente do segundo colocado e parecia fadado a conquistar um título, o que não ocorre desde 2012. O time, porém, se perdeu depois da derrota por 1 x 0 para o Corinthians na Neo Química e agora está há sete pontos atrás do líder da Série A, o Internacional.

O tricolor paulista também chegou à semifinal da Copa do Brasil, mas foi eliminado em casa pelo Grêmio em um empate por 0 x 0, pois os gaúchos tinham vencido o primeiro confronto daquela fase por 1 x o em Porto Alegre. A ineficiência do ataque, principalmente após a contusão de Luciano, e as falhas na defesa comprometeram o trabalho de mais de um ano de Diniz e levaram à sua demissão.

O treinador estava no cargo desde setembro de 2019. No comando do São Paulo ele obteve 34 vitórias, 20 empates e 20 derrotas, com 54,67% de aproveitamento. Para substituí-lo os favoritos são Rogério Ceni, atualmente muito questionado no comando do Flamengo, e Miguel Ángel Ramirez, que comandou o Independiente Del Valle.

A saída de Raí já estava acertada e apenas foi adiantada pela diretoria. A função de gerente-executivo de futebol ficará a cargo do gaúcho Rui Costa, que teve passagens pelo Grêmio e pelo Atlético (MG). Ele trabalhará em parceria com o coordenador Muricy Ramalho.