São Paulo quita última parte de dívida com o Dynamo Kiev por Tchê Tchê

0
35
Tchê Tchê
Tchê Tchê (Foto: Rubens Chiri/saopaulofc.net)

O São Paulo tirou um peso das costas e livrou-se do risco de sofrer uma punição ao pagar um débito que tinha desde 2019 com o clube ucraniano Dynamo Kiev. A Fifa ameaçava impor uma punição ao tricolor de Morumbi, que chegou a ser acionado pela agremiação da Europa para que cumprisse o acordo.

A dívida era referente à contratação do meia Tchê Tchê e o São Paulo quitou oficialmente nesta quarta-feira cerca de R$ 3 milhões de euros (algo em torno de R$ 18,3 milhões em câmbio atual). Foi a última parte da dívida total de R$ 25 milhões com os ucranianos.

O clube brasileiro anunciou em suas redes sociais o acordo com o Dynamo de Kiev. A Fifa e o Tribunal Arbitral do Esporte tinham determinado o prazo final de 5 de junho para o pagamento da dívida e o São Paulo ainda tentou parcelar o que restava do débito, mas o Dynamo não aceitou e o tricolor do Morumbi teve de pagar à vista para não ser punido e perder, por exemplo, a condição de fazer novas contratações.

O presidente são paulino, Júlio Casares, adiantou que o clube já está tratando de saldar também outros compromissos para que não receba qualquer tipo de punição. Colocar todas as contas em dia sempre foi uma das promessas da atual diretoria quando assumiu o comando do clube.

Tchê Tchê atualmente está emprestado ao Atlético (MG), com opção de compra fixada entre 3,5 e 4 milhões de euros (R$ 23,4 a R$ 26,7 milhões). O atleta tem 28 anos de idade e seu contrato com o clube paulista vai até março de 2023. No Galo o jogador é considerado importante para o esquema do técnico Cuca na temporada.