Diretoria do Vasco não demitirá Barbieri e promete reforços

0
200
Foto Matheus Lima/Vasco

A situação do Vasco na Série A não é das melhores ao término da sétima rodada da competição e o time está muito perto da zona de rebaixamento, um fantasma que seus fanáticos e fiéis torcedores não esperavam ter de enfrentar depois que o clube se tornou uma SAF. A pressão sobre o técnico Maurício Barbieri tem sido grande e não são poucos os que defendem sua demissão. A diretoria cruzmaltina, porém, pensa diferente e já faz planos de conseguir reforços para o treinador na próxima janela de contratações.

A equipe carioca venceu somente um jogo no torneio nacional, justamente na estreia contra o Atlético (MG) por 2 x 1, em Belo Horizonte. O time também teve um bom desempenho em duas outras partidas contra adversários considerados muito difíceis, Palmeiras e Fluminense, empatando ambos os confrontos, realizados no Maracanã. Asd derrotas para Bahia e Santos em São Januário e para o São Paulo no último final de semana por 4 x 2 no Morumbi acenderam o sinal de alerta e deixou os vascaínos muito preocupados.

A avaliação da diretoria é que Barbieri tem feito um bom trabalho no Gigante da Colina e os cartolas admitem que o treinador precisa de mais peças de qualidade para fazer o time render melhor. O exemplo do Botafogo, que segurou o técnico português Luís Castro nos momentos mais críticos e de cobrança da torcida, tem servido para que os dirigentes do Cruzmaltino prefiram dar mais tempo a Barbieri e pedir mais paciência com o profissional e os atletas.

O fato é que mesmo com a pressão crescendo e o time patinando perto da zona da degola, Maurício Barbieri fica. O clube investiu cerca de R$ 110 milhões na primeira janela de contratações e a tendência é que a SAF desembolse um alto valor na segunda para reforçar o elenco e evitar o que muitos vascaínos temem, um quinto rebaixamento na gloriosa história do Gigante da Colina. O Brasileirão ainda está longe de terminar e de fato há tempo para promover mudanças.