Com VAR decisivo na rodada e final dramático Flamengo conquista mais um Brasileirão

0
69
Bruno Henrique
Bruno Henrique (Foto: Alexandre Vidal / CRF)

Com muita emoção e mais uma vez uma participação decisiva do VAR o Flamengo conquistou seu segundo título brasileiro consecutivo mesmo perdendo para o São Paulo por 2 x 1 no Morumbi. Seu único concorrente à taça, o Internacional, não conseguiu fazer o dever de casa e empatou em pleno Beira-Rio com o Corinthians, deixando escapar mais uma vez o sonho de conquistar o tetracampeonato nacional.

O Flamengo começou perdendo a partida em São Paulo com um gol de falta de Luciano, empatou com Bruno Henrique, mas tomou o segundo, marcado por Pablo. O time na verdade pouco produziu e entrou em campo visivelmente nervoso. Os comandados de Rogério Ceni não se encontravam e pouco agrediam.

Enquanto isto, o VAR mais uma vez entrava em campo e causava mais polêmica. Além de um pênalti no mínimo duvidoso não marcado a favor do São Paulo no Morumbi, o “árbitro de vídeo” entrou em ação principalmente no Beira-Rio, anulando um pênalti a favor do Internacional contra o Corinthians, que realmente parecia legítimo, pois o jogador do Timão esticou o braço e impediu a jogada do atacante colorado.

Como se não bastasse, ainda anulou mais dois gols do clube gaúcho, um ainda no primeiro tempo e outro no final da partida, ambos por causa de impedimentos de jogadores do Internacional que de fato aconteceram. Como o jogo do rubro negro carioca acabou bem antes que a partida no Beira-Rio, jogadores, comissão técnica e a imensa torcida flamenguista sofreram bastante até que o árbitro apitasse o fim do confronto em Porto Alegre. O Flamengo terminou o Brasileirão com 71 pontos, um a mais que o Internacional.

Campeonato encerrado, Flamengo campeão, cabe agora questionar até que ponto a tecnologia trazida pelo VAR realmente veio para auxiliar o futebol brasileiro. No balanço geral, muito mais erros e polêmicas que acertos.