Erros de concorrentes devolvem o favoritismo ao Flamengo no Brasileirão

0
126
Gabigol
Gabigol (Foto: Alexandre Vidal / Flamengo)

Quando o Brasileirão de 2020 começou todos os analistas e a imprensa esportiva apontavam o Flamengo como grande favorito ao título. Com o elenco mais forte do País e campeão de quase tudo na temporada de 2019, o rubro negro do Rio de Janeiro aparecia na cabeça em todas as bolsas de apostas.

Ao longo do Brasileirão, porém, o time carioca fraquejou, teve problemas com mudanças de treinadores e perdeu pontos daqueles considerados irrecuperáveis. O ano de 2020 terminou e 35 rodadas depois tudo voltou a ser como antes. O clube da Gávea não liderou nenhuma rodada da Série A, mas mais uma vez desponta como o mais cotado para levar mais uma taça do principal campeonato do País.

O São Paulo chegou a ter sete pontos de vantagem para o segundo colocado, mas sofreu com um tsunami de erros no decorrer da competição e tornou-se provavelmente o maior “cavalo paraguaio” da história dos brasileirões. Praticamente não pontuou em 2021, empatou em 1 x 1 de maneira melancólica com o Ceará no Morumbi na noite de quarta-feira e ocupa apenas a quarta posição. 

O tricolor paulista ainda tem chances remotas de levar a taça, mas muitos já o consideram carta fora do baralho, mesmo tendo um jogo a menos que os principais concorrentes ao título. A equipe parece ter definitivamente perdido a pegada e deverá permanecer mais um ano na fila, afinal o clube do Morumbi não ganha qualquer torneio desde 2012.

O Atlético (MG), que nesta quarta empatou em 0 x 0 no Maracanã com o Fluminense, tem um time forte e um técnico diferenciado, Jorge Sampaoli. Porém o Galo em nenhum momento chegou mesmo a se firmar como favorito. Desde 1971 sem levantar a taça de um campeonato brasileiro, o time mineiro parece confirmar a fama de jogar bem como sempre para nunca ser campeão do torneio. Está no momento em terceiro lugar, cinco pontos atrás do líder Internacional.

O Colorado, aliás, é outro que tinha chance de manter uma boa dianteira na ponta da tabela e fracassou. Na noite de quarta enfrentou e perdeu por 2 x 1 para o Sport em pleno Beira-Rio. O Leão do Recife não vencia o Inter em Porto Alegre há 28 anos e o fez justamente em momento decisivo no Brasileirão. 

Com o tropeço dos gaúchos o Flamengo ficou apenas um ponto atrás do líder, que ainda enfrentará dentro de duas rodadas no Maracanã. Com a equipe rubro negra voltando a jogar bem e seu poderoso ataque mais uma vez funcionando, já há torcedores repetindo o surrado bordão de “estão deixando chegar”. 

O fato é que justamente quando mais importa, na reta final, o Flamengo recuperou a pegada e conta com a instabilidade dos concorrentes. Uma vitória sobre o Corinthians no próximo final de semana no Maracanã e mais um tropeço do Internacional, que enfrentará o desesperado Vasco também no Rio, já deixaria o clube da Gávea na liderança e com a faca e o queijo na mão. Cheirinho de mais um título?