Com time cheio de garotos Fluminense ameaça São Paulo e Atlético (MG)

0
120
foto: Site Oficial do Fluminense
foto: Site Oficial do Fluminense

A ótima vitória por 3 x 1 sobre o Ceará jogando na casa do adversário demonstrou mais uma vez o ótimo momento do Fluminense justamente na reta final do Brasileirão. Depois da vexatória derrota de 5 x 0 para o Corinthians em São Paulo, um resultado atípico na ótima temporada tricolor, o clube carioca conseguiu cinco vitórias e dois empates contra Atlético (MG) no Maracanã por 0 x 0 e Coritiba por 3 x 3 no Paraná. Lembrando que a equipe das Laranjeiras bateu de virada o todo poderoso Flamengo, mais sério candidato ao título, por 2 x 1 em partida realizada em 6 de janeiro deste ano.

O que surpreende no Fluminense é que se trata de uma equipe repleta de garotos da base, que já levou a equipe no mínimo à pré-Libertadores. Mesmo com tantos garotos os cariocas estão em quinto lugar, com 60 pontos, e ainda com chances de ultrapassar São Paulo ou Atlético (MG) e conseguir a vaga direta na fase de grupos da competição continental.

Os concorrentes paulistas e mineiros têm equipes com muitos nomes de peso, alto investimento, e treinadores de maior cacife que o interino Marcão do tricolor carioca. Mesmo assim o clube da Laranjeiras tem apresentado um futebol solidário, eficiente e de muita objetividade no ataque. Em apenas quatro finalizações certas ao longo de toda a partida contra o Ceará em Fortaleza o Fluminense marcou seus três gols e jamais foi seriamente ameaçado pelo alvinegro cearense. Sem dúvida um grande feito de Marcão e de seus garotos na reta final do Brasileirão!

A experiência de Nenê no meio de campo e a qualidade dos jovens valores da base de Xerém estão dando resultados muito além dos esperados até mesmo pelos mais fanáticos torcedores. Entre os nomes de destaque está por exemplo, o ótimo volante Martinelli de apenas 19 anos, que marcou um dos gols contra o Vozão. Os outros foram marcados por John Kennedy, de 18 anos, e Samuel, outro garoto da base, de 20. Devagar e sempre, com muita juventude e o maestro Nenê na regência, o Flu vai “comendo pelas beiradas” e chegando longe no Brasileirão.