Temporada ‘dos sonhos’ vira pesadelo para o São Paulo

0
43
foto: Site Oficial do Internacional

Tudo parecia caminhar para um ano mágico para o São Paulo. O clube chegou na semifinal da Copa do Brasil contra o Grêmio, liderava há várias rodadas o Brasileirão – chegou a ter sete pontos de vantagem sobre o segundo colocado – e apresentava um futebol que muitos consideravam o melhor do País. O mundo, porém, desabou em poucas semanas no Morumbi e o tricolor caminha para terminar a temporada com um dos maiores fiascos de sua história.

Desde 2012 sem conquistar um título, o São Paulo apostava na ofensividade implantada no time pelo jovem técnico Fernando Diniz e as coisas até caminharam bem por um bom tempo. O clube, entretanto, perdeu a vaga na final da Copa do Brasil, depois de perder para o Grêmio em Porto Alegre e empatar a segunda partida do confronto no Morumbi. O pior, porém, ainda estava por vir: uma queda melancólica no Brasileirão. O Tricolor esteve na liderança por várias rodadas, mas em quatro deles naufragou melancolicamente, naquela que pode ser a maior derrocada de um clube na ponta da tabela desde o início da era dos pontos corridos.

Com sete pontos na frente o tricolor perdeu para o Bragantino por 4 x 2 em Bragança Paulista e para o time reserva do Santos no Morumbi por 1 x 0, empatou em 1 x 1 com o Atlético (PR) em Curitiba e veio a maior tragédia: a goleada de 5 x 1 sofrida para o Internacional, até então o vice-líder, que ultrapassou os paulistas em partida realizada em São Paulo.

Mas afinal o que aconteceu com a “máquina” de Diniz? Apenas um choque de realidade que demonstrou as imensas fragilidades da equipe na defesa, a falta de objetividade de alguns atacantes e a aparente inutilidade de estrelas como Daniel Alves e Juanfran, que parecem não entrar em campo. Tudo somado à incapacidade de Diniz de perceber que as coisas já não vinham nada bem há algumas rodadas.

A facilidade com que o Internacional do veterano Abel Braga goleou o até então líder em pleno Morumbi impressiona quem apostava no São Paulo para o título. Simplesmente parecia uma partida entre um clube grande que realmente disputava o campeonato e outro da zona de rebaixamento. Uma vergonha são paulina com certeza!

Fica agora a pergunta: há tempo para corrigir os erros e ainda lutar pelo título depois de ser ultrapassado pelo próprio Internacional e já ter a severa concorrência de Flamengo, Atlético (MG), Grêmio e Palmeiras pela taça? No momento nem o mais otimista são paulino estaria disposto a acreditar numa reviravolta. Mais um ano longe dos títulos?