Técnico do Santos garante que ‘não vai jogar a toalha’ após goleada humilhante para o Inter

0
180
Foto: Divulgação/Santos F.C.

A histórica e humilhante derrota de 7 x 1 para o Santos na última rodada do Brasileirão, em duelo realizado no Beira Rio, afundou ainda mais o Santos na zona de rebaixamento e comissão técnica e atletas tentam juntar os cacos após “a tragédia do Sul” e encontrar forças para reagir na etapa final do campeonato. O técnico da equipe, Marcelo Fernandes, pediu desculpas à torcida e garantiu muita luta para evitar o que seria a primeira queda do Peixe em sua história.

“A responsabilidade pelo que aconteceu é toda minha e peço desculpas aos torcedores do Santos, que obviamente não mereciam isso. Temos de levantar a cabeça agora e deixo claro que nada está acabado. Não pularei fora do barco”, enfatizou o treinador santista.

O técnico reconheceu que os atletas estão com a parte psicológica abalada e a pressão para evitar a queda de um clube que jamais foi rebaixado é grande. Mesmo sem citar nomes, o treinador do Peixe lamentou que alguns de seus jogadores tenham se entregado muito rapidamente ao Internacional no confronto do último final de semana.

“Com pouco tempo de jogo, menos de um minuto, levamos o primeiro gol e aos 20 já perdíamos de 3 x 0. Baixamos a guarda depois que o adversário abriu o marcador e fomos logo levando mais dois tentos. Disse aos atletas ainda no estádio que tinham de levantar a cabeça e que lutaríamos sempre”, disse Fernandes.

Ao ser goleado pelo Internacional o Santos se manteve na zona de rebaixamento, com 30 pontos e com 30 pontos. O pior é que o Colorado também é um dos que lutam contra a degola e com o resultado histórico obtido no Beira Rio conseguiu colocar cinco pontos de vantagem em relação aos paulistas. Na próxima rodada o Peixe enfrentará o Coritiba, outra equipe muito ameaçada de queda, no Estádio da Vila Belmiro. O confronto acontecerá na quinta-feira às 21h30.