Vasco patina no Brasileiro e posição de Barbieri é delicada

0
257
Imagem: Divulgação

Traumatizada por quatro rebaixamentos em sequência na última década e depois de passar dois anos consecutivos na Série B, a torcida do Vasco está apreensiva com a campanha da equipe nas seis primeiras rodadas do Brasileirão. O time patina num perigoso 16º lugar, muito perto da zona da degola, e a posição do técnico Maurício Barbieri segue muito delicada.

Em seis jogos na Série A, o Cruzmaltino só conseguiu uma vitória, na estreia em Belo Horizonte contra o Atlético (MG) por 2 x 1. O triunfo sobre o Galo fora de casa e o empate em 2 x 2 com o Palmeiras no Maracanã, com os cariocas começando com 2 x 0 no placar, deram a impressão a torcedores e à imprensa esportiva de que os comandados de Barbieri fariam, de fato, um bom Brasileirão, sem riscos de uma nova queda.

A situação, porém, começou a se complicar e o Gigante já perdeu dois jogos em casa, para Bahia e Santos em São Januário, ambos por 1 x 0, emparou com Coritiba e Fluminense, mas vem apresentando muitas dificuldades de decidir as jogadas que constrói e enviar as bolas para as redes adversárias. O fantasma da luta contra o rebaixamento logo voltou.

Torcedores têm sido muito críticos nas redes sociais e a saída de Barbieri já é pedida nos estádios. O Vasco não venceu os cinco últimos jogos pelo Brasileirão, com um aproveitamento de somente 20% – três empates e duas derrotas, com quatro gols marcados e seis sofridos.

A diretoria e a SAF do clube também estão sob fogo intenso da torcida. Os vascaínos questionam a estratégia de contratações feitas para a temporada e acusam a parceira na administração do clube de estar interessada “somente em ganhar dinheiro” e sem se preocupar com a qualidade do elenco.

Analisando a derrota para o Santos na última rodada da Série A o presidente vascaíno Jorge Salgado limitou-se a criticar a arbitragem do jogo e enfatizar que o time teria “massacrado” o Santos e não merecia a derrota. Salgado, é claro, também está entre os mais criticados pelos torcedores do clube da Colina.

No próximo sábado, às 18h30, o Vasco terá pela frente um adversário difícil, o São Paulo ainda invicto sob o comando do técnico Dorival Júnior, em duelo marcado para o Estádio do Morumbi. Uma derrota certamente jogará o Cruzmaltino na zona de rebaixamento, um pesadelo que seus torcedores pensavam que não se repetiria na era das SAFs.