Cruzeiro quer logo público nos jogos da Série B

0
56
Fábio
Fábio (foto: Bruno Haddad / Cruzeiro)

O Cruzeiro acionou o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) nesta quinta-feira com o objetivo de contar com público em seus jogos na Série B do Campeonato Brasileiro. A medida é considerada fundamental pela diretoria no esforço de recuperação da equipe, atualmente na zona de rebaixamento da competição.

A intenção do Cruzeiro é ser beneficiado pela regulamentação estabelecida pela Prefeitura de Belo Horizonte, que liberou 30% da capacidade total dos estádios Mineirão e Independência nos torneios de futebol.

O pedido principal do clube celeste na medida inominada no STJD é a contagem dos cinco jogos de punição com portões fechados, imposta ao Cruzeiro pelo tribunal em 2020, passe a contar já na partida desta sexta-feira às 21h30 contra o Londrina. 

Os jogos seguintes pela Série B com portões fechados, em cumprimento da punição, seriam contra Vitória, Sampaio Corrêa, Confiança e Ponte Preta, todos é claro no estádio do Mineirão. O pedido cruzeirense já foi encaminhado ao presidente do STJD, Otávio Noronha.

O clube precisa cumprir os cinco jogos de punição pelos incidentes na reta final a Série A de 2019. Em junho de 2020 o Pleno do STJD confirmou a pena de três jogos com portões fechados pelos problemas ocorridos no jogo contra o Palmeiras, que confirmou o rebaixamento do Cruzeiro.

Apesar da regulamentação da Prefeitura de Belo Horizonte, a CBF ainda não liberou público em jogos nacionais como os das Séries A e B, o que interessa o Cruzeiro. A entidade máxima do futebol brasileiro quer esperar para que todos os clubes recebam torcedores simultaneamente. Por enquanto, entre as grandes cidades, apenas Belo Horizonte e Brasília libertaram o retorno de público aos estádios.