Punição da Fifa ao Cruzeiro perto do fim

0
40
Cruzeiro
Cruzeiro

Ventos mais agradáveis parecem estar sobrando para os lados da Toca da Raposa e aliviando a terrível situação do Cruzeiro. Após a contratação do experiente e vitorioso técnico Luiz Felipe Scolari e da suada vitória sobre o Operário por 1 x 0 fora de casa na última rodada da Série B, mais uma boa notícia para os sofridos torcedores celestes: a punição imposta pela Fifa que impedia o registro de novos jogadores está perto do fim.

O Cruzeiro já quitou a dívida que tinha com o clube ucraniano Zorya pela compra de William Bigode, que tinha motivado a punição por parte da Fifa, e logo poderá voltar a reforçar o elenco e oferecer melhores condições de trabalho a Felipão. 

O time ainda está em difícil situação na Série B, na qual está na zona de rebaixamento, em 18º lugar com apenas 16 pontos em 17 jogos, mas o fim da punição da Fifa e a chegada de Scolari dão alguma esperança aos torcedores cruzeirenses.

 Para que se tenha uma ideia do prejuízo que a Raposa terá de tirar na competição, o primeiro clube do G4, a Ponte Preta, tem 27 pontos. O sonho de voltar já em 2021 para a Série A não morreu, mas a atual realidade é de inicialmente escapar de um novo rebaixamento – agora para a Série C – que afundaria de vez o Cruzeiro em um poço de difícil recuperação.

Com o fim da proibição imposta pela Fifa a diretoria poderá imediatamente regularizar Giovanni e Matheus Índio, além de poder usar o colombiano Iván Angulo, emprestado pelo Palmeiras e que no momento negocia uma possível ida para o Botafogo para não ficar parado.