Reforços melhoram a equipe e Botafogo já vê luz no fim do túnel

0
76
Chay
Chay (foto: Vítor Silva/Botafogo)

A torcida do Botafogo enfim começa a ter alguma esperança depois de um campeonato carioca sombrio e do temor até de um novo rebaixamento do clube, agora para a série C do Brasileirão. Com a chegada de vários reforços específicos para os setores de meio-campo e ataque a equipe comandada pelo técnico Marcelo Chamusca ganhou consistência e começou muito bem a disputa da Série B.

Entre os que chegaram nas últimas semanas estão Chay, Luís Oyama, Daniel Borges, Barreto e Rafael Moura, o veterano He-Man, que atuou apenas alguns minutos contra o Remo na última rodada e ainda precisa melhorar a forma física e ganhar entrosamento com os novos companheiros.

Destes, o maior destaque é sem dúvida Chay, contratado junto à Portuguesa do Rio de Janeiro. Jogador rápido, versátil e com habilidade de sobra, Chay já fez dois gols em três rodadas – um deles na goleada de 3 x 0 sobre o Remo em Volta Redonda – e deu duas assistências. A força do ataque botafoguense começou a aparecer com as ações do atleta de 29 anos.

O japonesinho Oyama também tem se destacado no Botafogo. Ele não costuma complicar as jogadas, serve bem aos companheiros e municia o ataque com eficiência. Sem dúvida um verdadeiro “achado” do Botafogo obtido junto ao Mirassol do interior paulista. Oyama chegou a merecer elogios do ídolo Túlio, que comentou a partida contra o Remo por uma emissora de rádio. Segundo o centroavante campeão brasileiro pelo alvinegro em 1995, o atleta joga fácil e será muito útil.

Contra o Remo o Botafogo fez sua melhor exibição na Série B e uma das melhores da temporada, que começou muito mal para o alvinegro carioca, mas que já vai assumindo um tom mais positivo. 

Ainda é muito cedo para alguma previsão, mas o clube de General Severiano se fortaleceu e junto com Náutico e o surpreendente Brusque de Santa Catarina tem se destacado no início da Série B do Brasileirão.