Retorno para a Série A ainda este ano cada vez mais improvável para o Cruzeiro

0
9
Cruzeiro

O desastroso empate de 1 x 1 com o Figueirense em Belo Horizonte na última rodada deu um triste choque de realidade para a torcida do Cruzeiro. Diante de um adversário limitadíssimo a equipe comandada pelo técnico Luiz Felipe Scolari escancarou mais uma vez suas fragilidades e justificou o planejamento inicial do próprio treinador: lutar por enquanto para apenas permanecer na Série B.

De acordo com o Departamento de Matemática da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) a Raposa tem apenas 1,2% de probabilidade de conseguir o acesso para a divisão de elite do futebol brasileiro ainda este ano. Por outro lado, a chance de um novo rebaixamento chega a 15,5%, segundo a mesma instituição.

Para atingir o sonhado acesso à Série A um clube precisa de no mínimo 59 pontos para ter uma boa chance de acesso (62% de probabilidade) e com 64 a classificação para a elite é praticamente certa (99,33% e chance).

Com o empate em casa com o Figueirense restam 16 jogos para o Cruzeiro, que tem 25 pontos e está em 15º lugar, cinco acima do primeiro clube na zona de rebaixamento para o Série C, o Náutico e 12 a menos que o primeiro time do G4, o Juventude, que soma 37.

Na próxima rodada a equipe de Felipão enfrentará justamente o líder da Série B, a Chapecoense, que tem 47 pontos, sete a mais que o segundo colocado, o América (MG). A partida será na próxima terça-feira, às 21h30, em Santa Catarina e é bom lembrar que a Chape não perde há dois meses e tem jogado um ótimo futebol.

Diante deste quadro, as perspectivas de o Cruzeiro voltar ainda este ano para a Série A não são as melhores. Até aqui o aproveitamento da equipe mineira é de 47%, muito pouco para quem deseja regressar logo à elite do futebol nacional.