Vitória se livra do rebaixamento, mas não da crise

0
110
Vitória

Os torcedores do Vitória suspiraram aliviados após a penúltima rodada da Série B, com o clube baiano se livrando por pouco de um rebaixamento para a chamada terceira divisão. A crise interna no Leão de Salvador, porém, segue perturbando o clima na equipe.

O ambiente no clube é dos mais quentes com mais uma péssima campanha e o adiamento do projeto de retornar à divisão de elite do futebol brasileiro. A torcida voltou a cobrar fortemente a diretoria comandada pelo presidente Paulo Carneiro, muitos até exigindo sua saída imediata do clube. Carneiro está cada vez mais isolado e alguns de seus antigos apoiadores já “pularam do barco” que naufraga vertiginosamente. 

Paulo Carneiro permanece na presidência do Vitória por meio de uma liminar conseguida na Justiça Comum em 2019, quando lançou sua candidatura. Muitos procuram cassar esta liminar e expulsá-lo de vez do poder no Leão da Bahia.

Mesmo tendo conseguido adiantar parte das receitas e pagado algumas dívidas, o Vitória ainda deve alguns meses de salários aos atletas e funcionários. Muito criticado por todos os lados, o presidente do clube tem se pautado por uma conduta truculenta e já ofendeu em mais de uma oportunidade alguns de seus opositores. Ele descarta a possibilidade de renunciar ao cargo.

O contrato do técnico Rodrigo Chagas deverá ser renovado e ele será o responsável por um trabalho de transição de atletas da base. O Vitória, por conta das dívidas, não está podendo registrar novos jogadores, o que a diretoria espera resolver no máximo até o início de fevereiro. 

Com isto a ideia é partir sim para algumas contratações, mas a diretoria já adiantou que a torcida não deve esperar algum nome de peso na temporada de 2021, por conta a política de contenção de custos.