São Paulo terá solução caseira na lateral-esquerda para 2023

0
30
Foto: São Paulo/Divulgação

A torcida do São Paulo terá de se conformar, pelo menos no início da próxima temporada, com um cenário sem grandes contratações e de muita contenção financeira. O clube está em processo de restruturação e corte de custos, por isto testará soluções caseiras para posições mais carentes de boas peças.

Dez jogadores já tiveram suas saídas do Morumbi confirmadas e o lateral-esquerdo Reinaldo é um deles. O tricolor não deverá contratar ninguém para a vaga e a solução, já que Wellington seria a única opção para a posição, será improvisar um nome já conhecido pelos torcedores, o volante Liziero.

Revelado em Cotia, ele retornou ao São Paulo depois de ter defendido o Internacional por empréstimo. Ele jogou muito tempo no meio de campo, mas na base atuou como lateral, o que o credencia para ocupar o posto de Reinaldo na esquerda.

A comissão técnica também poderá usar o jovem Patryck, do time sub-20, um lateral-esquerdo da base que tem sido convocado para a Seleção Brasileira sub-20 e passado muita confiança ao técnico Rogério Ceni e à diretoria do clube do Morumbi.

O São Paulo aceitou a proposta de U$ 3 milhões (cerca de R$ 16 milhões) do Vasco pelo zagueiro Léo, de 26 anos, que deixará o Morumbi após três anos com a camisa tricolor. É apenas mais um dos atletas que deixam as hostes são paulinas neste final e 2022.

A verdade é que a torcida do clube paulista anda muito preocupada, pois o elenco para começar 2023 é até inferior o da temporada que termina. Os são paulinos esperam que, mesmo com as limitações financeiras, a diretoria “ponha a mão no bolso” e contrate jogadores de mais projeção para não correr risco, inclusive, de rebaixamento no Campeonato Brasileiro. Isto, porém, não deverá acontecer tão cedo.