Ituano e Ceará estreiam pela Série B em Itu (SP)

0
159
Foto: Site do Ituano/Divulgação

A Série B começa nesta sexta-feira e logo na primeira rodada está agendado um jogo que promete muitas emoções no Estado de São Paulo. Quarto colocado no Paulistão, a boa equipe do Ituano recebe o Ceará, vice-campeão cearense, em duelo que ocorrerá no Estádio Novelli Jr., em Itu.

Além de ter feito um bom estadual, o Ituano também está bem na Copa do Brasil. A equipe empatou o jogo de ida da terceira fase do torneio contra o São Paulo, no Estádio do Morumbi, no meio da semana. O resultado foi considerado muito bom por atletas e comissão técnica, afinal o confronto ocorreu na cidade de São Paulo. O Galo entra na Série B interessado em primeiro lugar em fazer no mínimo 45 pontos para evitar o rebaixamento. Entretanto, muitos acreditam que o rubro negro pode surpreender os favoritos ao título.

O Ceará iniciou uma fase de reestruturação na temporada e chegou a mais uma final de Campeonato Cearense. Porém, o Vozão perdeu a final e teve de assistir ao arquirrival Fortaleza tornar-se pentacampeão estadual. Agora, segundo o técnico Gustavo Morínigo, é girar a chave e concentrar-se somente na Série B. O alvinegro está entre os mais cotados na briga pelo acesso à elite.

O Ituano, comandado pelo técnico Gilmar Dal Pozzo, deverá entrar em campo com Jefferson Paulino; Pacheco, Claudinho, Marcel Scalese e Jonathan Silva; Rafael Pereira, Lucas Siqueira, Eduardo Person e José Aldo; Paulo Victor e Quirino. Carlão, Iury e Rafael Silva, todos lesionados, ficarão de fora. o Clube perdeu quatro atleta do grupo considerado titular no Paulistão

A provável escalação do Ceará será Richard; Warley, Tiago Pagnussat, Luiz Otávio e William Formiga; Richardson, Arthur Rezende e Guilherme Castilho; Hygor, Janderson e Vítor Gabriel. O desfalque é o artilheiro do time, o atacante Erick, com oito gols, empatado com Guilherme Castilho.

O árbitro da partida será Bruno Arleu de Araújo (RJ), do quadro da Fifa, auxiliado por Thiago Henrique Neto Corrêa Farinha e Thiago Rosa de Oliveira, também do Estado do Rio de Janeiro.