Governo de SP e Ministério Público mantêm paralisação do Paulistão

0
52
Campeonato Paulista

As partidas do campeonato paulista de 2021 seguem sem poder se realizar em território paulista pelo menos até o próximo dia 30. A Federação Paulista de Futebol tentou que o Governo do Estado e o Ministério Público abrissem uma exceção e permitissem os confrontos, mas não conseguiu a liberação.

Com o sério agravamento da pandemia de Covid-19 no Estado, o governador João Dória seguiu também uma recomendação do Ministério Público e endureceu as medidas de combate à doença, que tem sobrecarregado a rede hospitalar e causado muitas mortes. Entre os eventos que foram proibidos do último dia 15 até 30 de março estão as partidas de futebol.

Os dirigentes da federação tentaram argumentar, prometendo que adotariam um protocolo bem mais rígido, mantendo menos pessoas envolvidas nos jogos do Paulistão e, depois dos confrontos, assegurando que os atletas seriam preservados ao máximo de qualquer contato. O Governo do Estado e o MP pelo menos por enquanto permanecem irredutíveis.

Uma solução seria programar as partidas temporiamente para estados vizinhos como Minas Gerais, para o qual chegou a ser agendado – em comum acordo entre as federações paulista e mineira – a partida entre São Bento e Palmeiras, marcada para esta quarta feira às 19 horas. O jogo passou de Sorocaba para Belo Horizonte, no Estádio Independência. 

O problema é que a situação da pandemia em Minas Gerais também vive um momento crítico e o governador local, Romeu Zenha, já incluiu o estado em “bandeira roxa”, de gravidade máxima e baixou medidas ainda mais duras para conter a explosão de casos. O fato provavelmente também levará ao cancelamento dos jogos de futebol em decisão que pode ser tomada a qualquer momento.

Mesmo entendendo a gravidade da pandemia, clubes e atletas têm se preocupado com a questão financeira da sobrevivência das instituições e salários dos atletas.

source: sportspel-se.com