Clube ucraniano quer joia do sub-17 do Fluminense

0
36
kayky
Kayky (foto: Mailson Santana / Fluminense F.C.)

Alguns clubes europeus já estão mais uma vez de olho na atual safra de promessas do Fluminense, clube carioca que tradicionalmente forma bons jogadores em sua unidade em Xerém, na Baixada Fluminense. Um deles enviou ao Brasil na última semana um representante para tratar da possível contratação de um jovem de apenas 17 anos, o atacante Kayky.

O Shakhtar Donetsk, clube da Ucrânia, fez uma proposta aos dirigentes do tricolor carioca para ter o atleta. As cifras oferecidas pelo time europeu não foram reveladas e a diretoria do Fluminense ficou de estudar o assunto e dar a resposta, possivelmente já nos próximos dias.

Kayky é muito habilidoso com a perna esquerda e já foi apelidado de “Neymar canhoto”. Ele fez parte da excelente geração do clube das Laranjeiras, que recentemente conquistou o Campeonato Brasileiro sub-17 e encantou os olheiros europeus.

Mesmo que seja negociado, Kayky só poderia seguir para a Ucrânia depois de completar 18 anos de idade, o que ocorrerá apenas em junho. Artilheiro do Brasileirão de sua categoria, o atacante chamou a atenção do jornal “As”, da Espanha, que em uma de suas páginas, dedicada a jovens talentos nacionais e estrangeiros, comparou Kayky ao consagrado conterrâneo Neymar, ídolo da Seleção Brasileira e do Paris Saint Germain.

O atacante assinou seu primeiro contrato com o Fluminense em janeiro do ano passado, com um vínculo até dezembro de 2022. Três anos é o período máximo permitido pela Fifa no caso de atletas com menos de 18 e mais de 16 anos.

Nem o jogador nem qualquer agente que o representasse comentou até agora o interesse dos ucranianos em sua contratação já para a atual temporada, mas a partir de junho. Apesar da possibilidade de atuar na Europa e receber salários bem mais altos que os da realidade brasileira, alguns jovens aguardam mais tempo até adquirir experiência e poderem se transferir com mais maturidade.