Os desafios de Luxemburgo em seu retorno ao Vasco

0
124
Vanderlei Luxemburgo
Vanderlei Luxemburgo (foto: Carlos Gregório Jr. / Vasco)

O novo técnico do Vasco, Vanderlei Luxemburgo, volta ao Vasco após cerca de um ano para tentar no mínimo fazer o mesmo que fez em sua última passagem pelo clube carioca, em 2019: salvar o Cruzmaltino de mais um rebaixamento em sua história.

Além de ter de conviver com as limitações do elenco e lidar com jogadores sem muita motivação e com pouca autoconfiança, o experiente treinador chega mais uma vez ao Gigante da Colina em uma série crise financeira e com salários há muito atrasados, tanto os de atletas quanto os dos funcionários.

O Vasco propositadamente apostou em um nome mais experiente para tentar tirar a equipe da situação em se encontra no Brasileirão. O time está em 17º lugar, com 28 pontos, mas uma partida a menos que os concorrentes na luta contra a degola. 

Até o final da competição ainda haverá 36 pontos em disputa e a meta é conquistar pelo menos 50% deles para escapar do rebaixamento, desempenho que o próprio Luxemburgo não considera impossível de ser alcançado em sua nova passagem pelo Cruzmaltino.

A nova diretoria vascaína prometeu ao elenco e aos funcionários que pagará pelo menos uma parte dos salários em atraso ainda na primeira quinzena de 2021. Luxemburgo aceitou não receber salários do clube e apenas receberá um bônus caso o Vasco escape do rebaixamento. Apesar dos inúmeros problemas do clube carioca, reina agora um clima de mais otimismo em São Januário.  

Luxemburgo, porém, deixou clara uma condição para permanecer no comando vascaíno na batalha para escapar da degola: que os salários sejam gradativamente pagos e as finanças saneadas. Não há, segundo o experiente e vitorioso treinador, como motivar e extrair o máximo de cada atleta se não estiverem recebendo o que lhes é devido. A diretoria concordou com a condição e agora espera de Luxemburgo mais um “milagre” no Brasileirão.