Tendência de Diego Costa é permanecer na Europa em 2021

0
62
Diego Costa
Diego Costa - Foto: Reprodução/Twitter

O atacante brasileiro Diego Costa ainda não tem destino definido para a próxima temporada após desligar-se em rescisão unilateral do Atlético de Madrid, onde estava desde 2018 em sua segunda passagem pelo clube da capital espanhola. A tendência, porém, é que permaneça na Europa.

Diego Costa enfatizou que desejava deixar o clube por motivos pessoais, mas não deu muitos detalhes. A verdade é que nesta segunda passagem do jogador pelos Colchoneros o jogador não teve o mesmo rendimento registrado na primeira oportunidade em que defendeu o clube de Madri. 

O brasileiro já teria recebido algumas propostas de clubes europeus, mas não divulgou mais detalhes sobre quais seriam os interessados. Por isso, a tendência é que o atacante permaneça mesmo por mais algumas temporadas, talvez até encerrar a carreira. Ele tem 32 anos e teve alguns problemas de contusão em 2020, além de ter contraído o vírus da Covid-19, o que prejudicou bastante seu rendimento.

Mesmo com a queda de rendimento em 2020, Diego Costa deixa o Atlético de Madrid como um dos grandes nomes da história recente do clube da capital espanhola. Pelo Atlético o atacante disputou 215 partidas, marcou 83 gols e deu 36 assistências.

O atacante conquistou pelos Colchoneros o título espanhol da temporada 2013/2014, além da Copa del Rey (2013), uma Liga Europa em 2018 e duas Supertaças da Uefa, em 2010 e 2018, um retrospecto dos mis notáveis com as cores do Atlético de Madrid.

Digo Costa marcou seu último gol pelo clube da capital contra o Elche no último dia 19, de pênalti, pela 14ª rodada da Liga Espanhola. Ele não está mais treinando com o elenco e já se despediu dos colegas de equipe. O clube espanhol desejou sucesso ao seu ex-atleta por meio de suas redes sociais.

O Atlético de Madri ocupa no momento a liderança do campeonato espanhol com 32 pontos, ao lado do Real Madrid, mas tem dois jogos a menos que o arquirrival da capital daquele país europeu.