Lisca faz história no América com equipe na semifinal da Copa do Brasil

0
18
Lisca
Lisca (foto: Mourão Panda / América MG)

Em 2016 o técnico Lisca foi contratado às pressas pelo Internacional (RS) para tentar salvar o gigante gaúcho do primeiro rebaixamento de sua história. A situação era muito difícil e o treinador dirigiu o Colorado por apenas três partidas, substituindo Celso Roth, mas não conseguiu evitar a queda e a equipe acabou rebaixada. Logo depois a diretoria demitiu aquele que tinha chegado como “salvador da Pátria”, mas fracassou.

O tempo passou e Lisca – apelidado de doido, por sua folclórica maneira de comandar um elenco e provocar os adversários – passou nos últimos quatro anos por alguns clubes de pequeno e médio porte, sempre com muito sucesso. Na noite da última quarta-feira o gaúcho de Porto Alegre conseguiu justamente contra o Colorado um grande feito: classificar o América (MG) para a primeira semifinal de Copa do Brasil de sua história.

O time mineiro venceu por 1 x 0 o primeiro jogo da quarta de final contra o Internacional em Porto Alegre, perdeu o segundo pelo menos placar em Belo Horizonte com um gol no minuto final do confronto, mas venceu nos pênaltis por 6 x 5.

Lisca elogiou a maturidade do conjunto americano e, mesmo sabendo que terá muita dificuldade na semifinal contra o Palmeiras, o treinador sonha alto e já mira uma possível decisão da Copa do Brasil, algo que seria muito importante para sua carreira, que começou no próprio Rio Grande do Sul, na década de 90, quando cuidava de categorias de base.

No final das cobranças de pênalti e conquista da vaga, Lisca não provocou o Colorado, como fez contra o Corinthians. O treinador teve parentes que jogaram pelo clube gaúcho e toda uma história de vida no Internacional. Mesmo feliz com a classificação do Coelho, o técnico lamentou a desclassificação do rival: “fico feliz com o América, é claro, mas é uma pena que tenhamos que eliminar o Internacional”, destacou LIsca Doido. 

Com a classificação para a semifinal o América (MG) já arrecadou mais de R$ 17 milhões nas sucessivas fases da Copa do Brasil. Na Série B a equipe também vai bem e está no G4 da competição, até aqui um ano quase perfeito para os americanos!