Retrospectiva 2022: supremacia de Flamengo e Palmeiras segue absoluta

0
90
Foto: Site do Palmeiras/Divulgação

Dois clubes permanecem com o protagonismo no futebol brasileiro ao final de mais uma temporada e dão mostras de que dificilmente terão sua supremacia ameaçada em 2023. Flamengo e Palmeiras continuam investindo alto, são bem administrados e, mesmo com a expansão do modelo de SAF no País, ainda estão muito à frente dos demais.

A força do elenco rubro negro é notória, a ponto de a própria imprensa de países vizinhos como a Argentina e do Uruguai classificarem o clube da Gávea como a maior potência na América do Latina. São muitos os jogadores rubro negros repatriados do futebol europeu.

Recentemente o clube anunciou como técnico mais um português, Vítor Pereira, que em 2022 comandou o Corinthians e deixou boa impressão entre os torcedores do Timão andes de deixar o parque São Jorge de uma maneira que muitos consideraram antiética.

O treinador anunciou que estava deixando o clube paulista por precisar de um tempo para tratar de questões familiares, mas no final do ano foi para o Flamengo. O rubro negro sonha repetir com Pereira o mágico ano de 2019 com Jorge Jesus, que conquistou praticamente todos os títulos que disputou.

E, por falar em títulos, com Dorival Júnior o rubro negro abocanhou mais uma vez uma Libertadores e a Copa do Brasil em 2022, demonstrando que vem mais uma vez virá forte para a próxima temporada. Com muito dinheiro para gastar com contratações e uma administração ousada em termos de reforços, o Flamengo tem todas as condições necessárias para brilhar novamente em 2023.

Como principal rival do Flamengo desponta o Palmeiras. Os dois têm e revezado nas conquistas dos principais títulos e o Verdão em 2022 ficou com a taça do Brasileirão da Série A e do Campeonato Paulista pela 24ª vez em sua história.

O Palmeiras também tem um bom elenco, embora ainda inferior ao do Flamengo, com quem tem feito grandes clássicos interestaduais nos últimos anos. Por outro lado, o verdão tem no banco aquele que muitos consideram o melhor treinador em atividade no País, o também português Abel Ferreira, de longe o maior a ocupar o posto na história do Palestra.

Fora das quatro linhas o clube paulista segue com sua forte parceria com a Crefisa, lembrando cada vez mais a época de ouro do Verdão na época da Parmalat, quando também conquistou vários títulos nacionais e internacionais, incluindo uma Libertadores.

Um número cada vez maior de clubes brasileiros tem aderido ao modelo de SAF, empresarial e mais moderno de administração. Botafogo, Cruzeiro e, mais recentemente, Vasco e Bahia, já ingressaram na nova era e começaram a receber investimentos.

Apesar desta mudança progressiva, nenhum dos clubes acima desponta como possíveis rivais de peso para Flamengo e Palmeiras, por ainda estarem em fase de restruturação que pode demandar alguns anos. Outro que tem contato com investimentos vultosos, mas de alguns mecenas, é o Atlético Mineiro, que chegou a conquistar o Brasileirão de 2021, após 50 anos de jejum. Mas na atual temporada caiu muito de produção e começou a contratar bons jogadores para se reforçar. Pode dar algum trabalho para rubro-negros e alviverdes em 2023.