Lanterna do Brasileirão, Coritiba tenta melhorar sistema defensivo

0
256
Foto: Divulgação/Site do Coritiba

Lanterna da Série A, com apenas 14 pontos, oito a menos que o Bahia – primeiro clube fora da zona de rebaixamento -, o Coritiba tem sofrido com as seguidas falhas de seu sistema defensivo, o que preocupa a comissão técnica para o restante da temporada. Por isso, o treinamento com a zaga deverá ser uma prioridade nos dias de paralisação do Brasileirão por causa dos jogos do Brasil pelas Eliminatórias da Copa do Mundo.

No momento o Coxa tem a segunda defesa mais vazada da competição, com 42 gols sofridos. Apenas o América (MG), penúltimo colocado no campeonato, com 16 pontos, teve a meta mais vazada que os paranaenses, com 45 tentos contra. As deficiências da zaga do alviverde de Curitba têm irritado seus torcedores e não há pelo menos por enquanto condições de suprir o time com algumas peças de melhor qualidade além dos dois atletas que chegaram na última janela para o setor.

Reynaldo, que estreou na derrota para o Fortaleza por 3 x 1, na capital cearense, e Maurício Antônio, que ainda não entrou em campo, embora tenha sido relacionado para a mesma partida, chegaram ao Alto da Glória para tentar resolver o problema.

Só nos últimos cinco jogos o Coritiba levou nada menos que 14 gols, o que freou um início de recuperação da equipe no torneio nacional e fez o Coxa voltar à lanterna do Brasileiro, com grande risco de um novo rebaixamento. Na próxima rodada o time comandado por Thiago Kosloski enfrentará o Bahia no Estádio Couto Pereira, em Curitiba, no dia 14, às 20 horas. Oduelo é considerado de alto risco pela comissão técnica e uma vitória será fundamental para reduzir a distância para a própria equipe de Salvador.